Cardeal da Igreja Católica na Grã-Bretanha renuncia após denúncias de assédio

1
Cardeal da Igreja Católica na Grã-Bretanha renuncia após denúncias de assédio
Cardeal da Igreja Católica na Grã-Bretanha renuncia após denúncias de assédio

Cardeal da Igreja Católica na Grã-Bretanha renuncia após denúncias de assédio. O homem mais importante na hierarquia da Igreja Católica na Grã-Bretanha, o cardeal Keith O’Brien, apresentou seu pedido de renúncia nesta segunda-feira depois de ter seu nome envolvido no centro de um escândalo ocorrido há três décadas.

O’Brien, de 74 anos, deixa o cargo de chefe da Santa Sé na Escócia e não deve viajar ao Vaticano para participar do conclave que escolherá o novo papa.

O clérigo, que previa se aposentar no final do mês que vem, quando completa 75 anos, é acusado por três padres e um ex-sacerdote de ter se ‘comportado de maneira inapropriada’ nos anos 80.

As quatro testemunhas alegam terem sido vítimas de assédio sexual.

A denúncia foi trazida à tona neste fim de semana pelo jornal inglês The Observer.

Em entrevista ao diário, o ex-sacerdote relatou que O’Brien se aproveitava das orações noturnas para manter ‘contatos inapropriados’.

Ele contou que o episódio ocorreu quando ainda era seminarista e acrescentou que decidiu abandonar o sacerdócio e se casar quando o clérigo se tornou bispo.

“Eu sabia que ele teria poder sobre mim. Para a Igreja, eu larguei a batina para me casar. Não foi por isso. Eu saí para preservar a minha integridade.”

O’Brien negou todas as acusações.

O objetivo da denúncia, segundo as testemunhas, seria impedir O’Brien de participar do conclave papal.

Segundo analistas, as revelações aumentam a pressão sobre a Igreja Católica, que já vinha enfrentando acusações de corrupção, má administração e pedofilia.*(Informações BBC Brasil)

1 COMENTÁRIO

Deixe uma resposta