Pastor iraniano Youssef Nadarkhani é novamente libertado da cadeia

1
Pastor iraniano Youssef Nadarkhani é novamente libertado da cadeia
Pastor iraniano Youssef Nadarkhani é novamente libertado da cadeia

Pastor iraniano Youssef Nadarkhani é novamente libertado da cadeia. O pastor Youssef Nadarkhani foi libertado nesta segunda-feira (7) depois de passar cerca de duas semanas na prisão de Lakan, em Rasht, onde foi novamente encaminhado por ordens de autoridades prisionais iranianas.

Depois de absolvido das acusações de apostasia, Nadarkhani foi preso de novo de forma totalmente irregular, informou a Christian Solidarity Worldwide (CSW), que comunicou sobre a libertação do líder religioso no Brasil por meio de e-mail enviado à Associação Nacional dos Juristas Evangélicos (ANAJURE).

O Dr. Uziel Santana, presidente da ANAJURE, comentou a informação: “É mais uma vez a resposta do Senhor a nossas orações, assim como também o resultado da atuação firme de entidades de juristas cristãos de todo o mundo, como é o caso da nossa parceira, a CSW, que tem lutado com intrepidez pela defesa das liberdades civis fundamentais dos cristãos. Aqui no Brasil, a ANAJURE tem feito o mesmo trabalho, com a graça de Deus. Continuemos a orar e trabalhar em outras situações, pois como o caso do Pr. Youssef existem outras centenas em todo o mundo”.

Em setembro de 2012, o Pastor Nadarkhani foi absolvido da acusação de apostasia, mas recebeu uma sentença de três anos por evangelizar muçulmanos. Uma vez que ele já havia passado cerca de três anos na prisão Lakan em Rasht, o pastor foi liberado após pagar fiança. No entanto, em uma ação altamente irregular, ele foi preso novamente justamente no dia de Natal sob as ordens de autoridades do sistema prisional iraniano, que afirmavam que ele tinha sido liberado cedo demais devido à insistência de seu advogado, o Dr. Mohammed Ali Dadkhah. O Dr. Dadkhah, um proeminente advogado de direitos humanos, foi posteriormente preso por dez anos e cassada sua licença de advogado em setembro de 2012, por “ações e propaganda contra o regime islâmico” e “manter livros proibidos em sua casa”. Ele também foi proibido de praticar ou ensinar Direito por dez anos. O Dr. Dadkhah está atualmente preso na prisão de Evin de Teerã. Todos estão muito preocupado com sua saúde clínica. Os relatórios médicos informam que ele está sofrendo perda de memória e está sob pressão para fazer uma confissão de culpa televisionada.

O Presidente da CSW, o Dr. Mervyn Thomas, disse:

Estamos satisfeitos em saber da liberação do Pastor Nadarkhani. Enquanto nós agradecemos esta notícia, continuamos preocupados porque, como tantos outros cristãos que foram injustamente detidos, há sempre um risco de nova detenção. Nós também estamos preocupados ao saber da condição do Dr. Dadkhah, da deterioração da sua saúde. Além disso, as tentativas oficiais para justificar a sua prisão agora tentando coagi-lo a fazer uma declaração de culpa ‘ao vivo’ não só é condenável, mas também são indicações claras de que as acusações contra ele eram falsas. A CSW pede a libertação imediata do Dr. Dadkhah e que se ponha um fim a esta campanha de perseguição da sociedade civil. Nós também continuamos a apelar ao governo iraniano para defender o Estado de direito e permitir às minorias religiosas do país que desfrutem da liberdade religiosa como garantida pelo Pacto Internacional sobre os Direitos Civis e Políticos, do qual o Irã é signatário“.

Com informações ANAJURE / Gospel prime

1 COMENTÁRIO

Deixe uma resposta