Igreja abandonada pega fogo em Santos

0
Igreja abandonada pega fogo em Santos
Igreja abandonada pega fogo em Santos

Igreja abandonada pega fogo em Santos.Um incêndio atingiu uma igreja abandonada na madrugada desta quinta-feira (24), no bairro  em Santos. Ninguém ficou ferido.

Segundo o Corpo de Bombeiros, que foi acionado para apagar as chamas, o incêndio ocorreu em um prédio onde funcionava uma igreja, localizado na rua Pérsio de Queiroz. O fogo atingiu o telhado da construção. Como o local estava abandonado e fechado, ninguém ficou ferido.

Segundo testemunhas, a igreja estava abandonada há cerca de três meses. A vendedora Lessandra Calvo de Santana, de 40 anos, mora ao lado da antiga igreja e disse que ficou sabendo do incêndio depois de um forte barulho. “Começou de madrugada. Nós acordamos com o estrondo, que foi muito forte. Parecia um tiroteio, um terremoto. Minha avó, de 90 anos, que escutou o barulho. Quando eu vi já estava aquele fogaréu todo, as telhas estavam pegando fogo, um fogo bem alto com risco de pegar na nossa casa”, disse ela.

Lessandra chamou o Corpo de Bombeiros. Como o local estava abandonado, a vendedora diz que não sabia quem avisar. “Deu muito medo. A gente não sabia o que fazer porque não tinha nenhum proprietário da igreja”, falou.
Interior da igreja abandonada após o incêndio
(Foto: Lizie Rodrigues/G1)

O aposentado Adilson Maneira, de 74 anos, que também mora próximo a construção, conta que o fogo começou por volta das 4h30. A princípio, ele e a mulher pensaram que eram tiros. “Quando eu fui ver já estava a labareda”, disse. Para ele, como a igreja estava abandonada faz tempo, alguns moradores de rua estavam morando no local. “Eu acho que foi o pessoal que está invadindo. Não acredito que tenha sido curto circuito. Tinha colchão dentro”, contou ele.

Ainda de acordo com o Corpo de Bombeiros, a estrutura da igreja ficou completamente comprometida. A parede com revestimento de madeira ajudou o fogo a se alastrar rapidamente. A perícia ainda vai averiguar os motivos do incêndio. A possibilidade de um curto circuito não foi descartada.Informações G1*

Deixe uma resposta