Pastor em entrevista fala sobre a ordenação de mulheres como pastoras

4

Pastor em entrevista fala sobre a ordenação de mulheres como pastoras

Pastor em entrevista fala sobre a ordenação de mulheres como pastoras
Pastor em entrevista fala sobre a ordenação de mulheres como pastoras

O pastor Antônio Gilberto é Consultor doutrinário da CPAD e em entrevista ao site Seara News, fala sobre a ordenação de mulheres como pastoras, referindo-se e questionando esta prática nas extensões da Igreja Assembléia de Deus.

A unção de mulheres como pastoras nas extensões da igreja Assembleia de Deus foi questionada pelo pastor Antônio Gilberto, um dos nomes mais respeitados do ministério Belém. Para ele não há base bíblica que justifique tal unção.

Ao comentar usando versículos bíblicos, o pastor chega a conclusão de que a Igreja é a culpada por estar fugindo da verdade da Bíblia. “É a igreja a culpada e a igreja vai prestar conta disso. A igreja que eu digo não é a igreja o prédio, os responsáveis vão prestar conta disso. Jesus nunca ordenou mulheres”, disse ele para o site Seara News.

Gilberto é consultor doutrinário da Casa Publicadora das Assembleias de Deus e membro da Casa de Letras Emílio Conde. Em seu currículo também encontramos o mestrado em Teologia e graduação em Psicologia, Pedagogia e Letras.

Autor de diversos livros religiosos, o ex-cientista da NASA tem grande bagagem para comentar este e outros temas que foram abordados pelo site, mas sobre a ordenação de mulheres especificamente ele mostra seus estudos teológicos para divergir daqueles ministérios que aceitam não só pastoras como também diaconisas.

Em sua explicação, a ordenação de mulheres como diaconisas não é uma regra e que Paulo aceitou Febe, como está no livro de Romanos, por faltar homens habilitados. O pastor Antônio Gilberto também comenta que nos textos originais que falam sobre o serviço dos diáconos o gênero usado é o masculino.

“Em resumo, não tem base na Escritura, nem no Antigo, nem no Novo Testamento. Deus quer a mulher no ministério, quanto mais, melhor, para muitas tarefas. Mas ordenação para cuidar do rebanho Deus reservou para o homem”, encerra.

Confira a parte da entrevista em que o pastor Antônio Gilberto responde a questão da ordenação de mulheres para ministério pastoral e diaconato. Entrevista concedida ao site Seara News pode ser acessada aqui.

Informações Infor Gospel

4 COMENTÁRIOS

  1. É importante as pessoas não seguirem o Pastor Antonio Gilberto como se também ele tivesse autoridade canônica. Li na entreviste ele a seguinte afirmação “O apóstolo Paulo que é um paradigma, não separou, nunca ordenou mulheres. Agora, mulheres trabalharem no Santo Ministério, tanto venham.” É tolice. Para alguém cuja opinião ninguém quer contestar é tolice maior. Paulo é o pior paradigma que se invoque para não ordenar mulheres. Onde está na Bíblia dito que ele foi ordenado. Ele usou o título de apóstolos por muito tempo enquanto a cúpula da Igreja não o reconhecia. É só o Pastor Antonio Gilberto ler os dois primeiros capítulos da Epístola aos Gálatas. Depois de décadas de seu apostolado é que foi reconhecido por Cefas, João e Tiago. Não chamaria isto de ordenação porque Tiago não era apóstolo. Ora, se a igreja por quase vinte anos desconheceu que Paulo era apóstolo, como eu posso dizer que ele foi ordenado? Tanto mais que ele por duas vezes diz que não buscou entre os homens essa confirmação mas diretamente de Deus. Tanto mais ainda que a Igreja firmou questão, ao nomear Matias, em que um dos quesitos para ser apóstolo era ter andado com Jesus em sua caminhada terrestre. Agora, implicar com as mulheres buscando desesperadamente base em alguém que era apóstolo fora das formalidades de ordenação é no mínimo comer coar um mosquito e engolir um camelo.

  2. Caro irmão Josias, Sua posição é típica daqueles que não conhecem a Bíblia e nem se importa com isso. Quando diz que “na Bíblia não existe, mas na AD existe” você está afirmando que a AD é superior a Bíblia. É uma grande igreja formada por servos de Deus, mas não está acima da Bíblia. A questão da ordenação feminina é uma questão de obediencia a Bíblia, por mais que nossa vontade seja outra. Acredito que o ideal seria fazer como a igreja de Atos: Então, Pedro e os demais apóstolos afirmaram: Antes, importa obedecer a Deus do que aos homens.
    No dia em que a Bíblia voltar a ter valor para os evangelicos, muita coisa terá que ser mudada nas igrejas.

  3. O pastor Antônio Gilberto é um homem de Deus, que trabalha, cerca de 40 anos, na área da tradução da Bíblia. Respondeu minhas perguntas com eruditismo teológico, é um bibliólogo, é um conhecedor profundo dos aspectos doutrinários das Escrituras Sagradas. Esclareceu que todas as citações bíblicas são à luz dos textos originais. (www.searanews.com.br).

    • Nos finais do tempos eis que derramarei sobre toda carne…..
      Houveram épocas difíceis de pregarmos a palavra hj temos está facilidade ( emails, internet, tvs rádios) e ainda temos pessoas arrumando desculpa p/a proibir outras terem a UNÇÃO QUE DEUS quer por…Na BÍBLIA não existe Pastor Presidente, mas na AD tem..e ai?? seja sim sim, e não não…Mateus e chega de desculpas humanas diante do SENHOR!!!

Deixe uma resposta