Saiba como ajudar um potencial suicida!

0
Saiba como ajudar um potencial suicida!
Saiba como ajudar um potencial suicida!

Saiba como ajudar um potencial suicida

Segundo a Fundação Americana para Prevenção do Suicídio, esta é a quarta causa de morte entre pessoas de 18 a 65 anos e a terceira entre adolescentes e jovens adultos nos Estados Unidos. Todavia, noventa por cento das vítimas de suicídio sofrem de disfunção psiquiátrica diagnosticável – por isso, reconhecer os sintomas e tratá-los pode salvar vidas.

Segundo um estudo elaborado aqui no Brasil, “o nível de suicídios do Brasil, em termos internacionais, pode ser considerado relativamente baixo.” Com taxa de total de 4,9 suicídios em 100 mil habitantes, o país ocupa a 73ª posição entre os 100 países pesquisados. Mas na faixa de idade entre 15 e 24 anos a taxa é de 5,1 suicídios para cada 100 mil jovens. Essa taxa faz o Brasil subir para a 60ª posição, uma situação intermediária.

Há outra característica preocupante no Brasil. Os suicídios juvenis são menos frequentes, no mundo, que os suicídios adultos. No Brasil acontece o contrário. O estudo comparou os dados com 100 países pesquisados e mostra que em 70 deles as taxas de suicídio totais são iguais ou maiores que as juvenis.
Prevenindo o que não se pode remediar.


Fatores de risco incluem:
Desordem psiquiátrica.
Uso abusivo de drogas (inclusive medicamentos legais).
Tentativa anterior de suicídio, ou histórico familiar de suicídio ou doença mental.
Fator demográfico (homens brancos de idade avançada possuem o maior percentual de suicídio; e indivíduos com tendência artística sofrem desproporcionalmente de disfunção de comportamento).


Sinais de advertência incluem:
Desânimo persistente.
Perda de interesse em atividades antes consideradas agradáveis
Falta de esperança
Ansiedade, dor física, tensão interna.
Retraimento.
Distúrbios no sono.
Aumento do uso de álcool e/ou drogas.
Prática de atividades arriscadas.
Conversa sobre suicídio ou desejo de morrer.
Prodigalidade (doação de bens valiosos, por exemplo)
Aquisição ou posse de arma de fogo, venenos ou drogas narcóticas
Aumento de irritabilidade ou raiva.


Caso você conheça ou conviva com um potencial suicida, saiba como ajudá-lo:
Pergunte se a pessoa está considerando o suicídio e se ela tem plano neste sentido.
Evite culpar o potencial suicida. Em vez disso, expresse preocupação com empatia, assegurando-lhe que sentimentos suicidas são temporários, problemas podem ser resolvidos e a depressão é tratável.
Encoraje a pessoa a procurar ajuda profissional. Indivíduos suicidas geralmente acham que não podem ser ajudados.
Em situações de crise, não hesite em encaminhar a vítima a atendimento especializado.
Nunca deixe o suicida em potencial sozinho.

Citação sobre o suicídio

“Existem muitas maneiras de cometer suicídio. Os que tentam matar o corpo ofendem a Lei de Deus. Os que tentam matar a alma também ofendem a Lei de Deus, embora esta falta seja menos visível aos olhos do homem” Paulo Coelho.

Deixe uma resposta