Pastor evangélico é candidato à presidente no Equador

0

Pastor evangélico é candidato à presidente no Equador.

Pastor evangélico é candidato à presidente no Equador
Pastor evangélico é candidato à presidente no Equador

O pastor evangélico Nelson Zavala, foi lançado como candidato a presidente do Equador. Ele irá substituir no comando da oposição o ex-presidente Abdalá Bucaram Ortiz, cuja indicação foi rejeitada pelo Conselho Nacional Eleitoral (CNE) de não atende a certos requisitos da lei, pois responde a vários processos judiciais.

Dalo Bucaram, filho do líder máximo do Partido Roldosista Ecuatoriano (PRE) no país, anunciou a nomeação de Zavala no lugar de seu pai. Durante seu anúncio, disse que o país precisa de um “homem de Deus” e que “invoque a paz”. Anteriormente fora anunciado que Zavala seria o vice de Abdalá, mas agora Denny Cevallos é o nome mais forte para ser candidato a vice-presidente.

As eleições presidenciais no Equador ocorrerão em 7 de fevereiro de 2013. Segundo as pesquisas, o atual presidente do Equador, Rafael Correa, aparece como favorito para a reeleição. Agora são 8 candidatos que concorrem oficialmente ao cargo.

Nelson Avellán Zavala é pastor evangélico e doutor em ministérios, tem 52 anos de idade. Estudou nos Estados Unidos e hoje é diretor da escola International Ministries em Guayaquil. Ele pastoreia a 18 anos e já liderou a Igreja Betania de Quito. Membro da Associação de Pastores Evangélicos do Equador, ele se define como um defensor dos direitos humanos, da liberdade civil, religiosa e das crianças.

No discurso que fez ao lançar oficialmente seu nome, criticou o presidente Rafael Correa de destruir a maior riqueza dos equatorianos. “Que não é o petróleo, mas a família, que está sob ataque desse governo ateísta e sem valores, que deseja nos fazer acreditar que o Equador pode ser comprado, da mesma forma que Judas agiu. O Equador precisa decidir se escolhe um lobo que mata (referindo-se a Correa) ou um pastor (referindo-se a ele)”.

Zavala desafiou Correa para um debate sobre os planos do governo .”Sem Deus não há país e liberdade sem um país”, disse o pastor. Ao final de seu discurso, que durou 17 minutos, Zavala invocou a benção de Deus sobre todos os equatorianos. No final, um grupo de ativistas e candidatos a deputados gritaram fortemente “Presidente Zavala, seja duro com os corruptos”. Com informações Terra e Hoy/via Gospel prime

Deixe uma resposta