Mãe de Eliza Samudio diz estar aliviada com a condenação de Macarrão

1

Mãe de Eliza Samudio diz estar aliviada com a condenação de Macarrão

Mãe de Eliza Samudio diz estar aliviada com a condenação de Macarrão
Mãe de Eliza Samudio diz estar aliviada com a condenação de Macarrão

A mãe de Eliza Samudio, Sônia de Fátima Moura, externava a alegria pela condenação dos envolvidos na morte da filha.

Sônia afirma após condenação: “Tirei um peso dos meus ombros”, enqaunto reações divergentes tomaram conta dos familiares dos envolvidos no caso Eliza Samudio segundos após a sentença de Luiz Henrique Romão, o Macarrão, e Fernanda Gomes de Castro ser divulgada pela juíza Marixa Lopes.

Macarrão foi condenado a 15 anos, enquanto Fernanda pegou 5 anos em regime aberto.

A mãe de Eliza Samudio, Sônia de Fátima Moura, externava a alegria pela condenação dos envolvidos na morte da filha.

— Estou aliviada com a condenação, tiro um enorme peso dos ombros.

Quando chegou em Contagem, no inicio da semana, Sônia falava que o desejo era voltar com os restos mortais da filha para o Mato Grosso do Sul. Agora, com as evidências ainda mais claras de que o corpo de Eliza foi destruído, ela se sente conformada em não enterrá-la.

– Queria encontrar os restos do corpo da minha filha para enterrá-la. Se for da vontade de Deus, até um pedaço de dedo. Se não for tenho que me conformar com isso.

Com a confissão de Macarrão de que Eliza está morta, o promotor Henry Wagner Vasconcelos garante que será produzido o atestado de óbito da modelo.

— Vai constar na data de morte o dia 10 de junho de 2010.

Pena justa

O avô de Macarrão, Luiz Ferreira, acredita que a sentença de 15 anos para o neto foi justa.

— Pedi muito que a justiça de Deus fosse feita. Acho que foi correto.

Perguntado sobre a confissão de Macarrão, Luiz Ferreira acredita que o neto fez o certo.

– Vou responder com uma palavra: sim.

Logo após ouvir a sentença, Macarrão pegou a filha no colo. Levada pela avó, a menina brincou rapidamente com o pai. Enquanto isso, outros familiares choravam bastante ao se despedir de Luiz Henrique, que foi levado de volta para a penitenciária Nelson Hungria, em Contagem.

com informações R7

1 COMENTÁRIO

  1. ELES DEVIA É MORRER NA CADEIA
    15 ANOS PASSA RAPIDINHO AI DEPOIS TA AI FAZENDO COM OUTRAS
    AGORA A ELIZA NAO VOLTA MAS E ESSE INFELIZ TA AI COMENDO BEBENDO E NOS QUE PAGA AINDA POE PRA TRABALHAR QUERIA VER SE FOSSE NO JAPAO SE TERIA ESSA MORDOMIA SO NO BRASIL VIU

Deixe uma resposta