Cristão morre dentro de um calabouço na Eritréia

0

Morte de um cristão em um acampamento militar da Eritréia, dentro de um calabouco.

O jovem chamado Adris Ali Mohammed (31), morreu na terça-feira, 30 de outubro, após dois anos de prisão em Aderset. Mohammed, que passou a maior parte de sua sentença em um calabouço sufocante, sofria de malária grave, mas o tratamento médico lhe foi negado;
O moço era muçulmano, da cidade de Tesenai.

Há dois anos, após sua conversão ao cristianismo, tornou-se conhecido pela polícia da Eritréia. Por essa razão, Mohammed foi preso e levado para o acampamento militar Aderset. De acordo com uma fonte confiável, ele suportou forte pressão para desistir de sua fé ao longo do tempo em que permaneceu na prisão.

“Ele sofreu dura punição militar e enfrentou inúmeras ameaças de morte para renunciar sua crença. Mas ele enfrentou a morte com coragem e foi para o seio do seu Salvador, Jesus Cristo, em quem ele estava seguro para a vida eterna. Que a sua alma descanse eternamente!”, declarou o informante, que não pode ser identificado por questões de segurança.

Secretamente, autoridades militares o enterraram fora do acampamento. Não se sabe quantos membros da família ele deixou.

Colaboradores da Portas Abertas estimam que cerca de 100 cristãos estão presos, atualmente, no acampamento militar Aderset, por causa de sua fé. O campo está localizado na parte ocidental da Eritreia.

Pedidos de oração

• Continue orando para que o Senhor proteja os cristãos na Eritréia do sofrimento, desânimo e tristeza.
• Interceda para que muitos muçulmanos venham a experimentar a fé em Cristo, assim como Adris Ali Mohammed.
• Peça a Deus pelo fortalecimento e perseverança da Igreja diante de todas as dificuldades para a pregação do Evangelho no país.

Informações: Portas Abertas

Deixe uma resposta