Dicas para proteger crianças no Facebook

Aprenda algumas dicas para manter crianças protegidas no Facebook

Dicas para proteger crianças no Facebook

Dicas para proteger crianças no Facebook
Dicas para proteger crianças no Facebook

No Brasil, 70% de crianças e jovens entre 9 e 16 anos tem perfis em redes sociais. A maior parte deles está no Facebook, a maior rede social do mundo, com mais de 1 bilhão de usuários. Já que limitar o acesso à internet é impossível e pode ser até prejudicial às crianças, veja algumas dicas de Gracielle Torres, fundadora do Portal Proteja seu filho na Internet, para garantir uma navegação segura para crianças e jovens nesta rede.

– Mantenha o perfil no Facebook privado.

– Omita informações pessoais. Não poste endereço, número de telefone e outras informações que revelem localização.

– Não marque fotos de pessoas da família. Também não mostre quem é pai, mãe, filho e outros parentes.

– Permita que só amigos de perfil possam ver fotos e posts. Não abra as atualizações para amigos de amigos. Você não sabe quem eles podem ser.

– Crie álbuns de fotos com acesso restrito.

– Crie grupos de amigos e classifique-os. Dessa forma, dá para limitar informações para certos grupos específicos na rede. Ex: “amigos desconhecidos não podem acessar certos conteúdos”.

– Faça a classificação restrita no Facebook. Alguns amigos podem ser restritos e ver apenas atualizações publicas.

– Marque a opção “pedir para ser marcado em fotos e publicações”. Toda vez que alguém desejar marcar conteúdos, será necessária autorização.

– Não se envolva em discussões polêmicas: política, religião e futebol. Isso pode fazer você ser vítima de ciberbullying.

– Foto de perfil deve ser discreta e não mostrar pessoas. Essas fotos são públicas.

– Não fazer posts de convites e marcações de encontros.

– Crianças não devem usar localização geográfica. Isso pode atrair pessoas mal intencionadas.

– Escolha a opção pedir autorização para check-in de amigos

– Não publique fotos de filhos. Quanto menos fotos, melhor.

– Tenha a senha do perfil do filho ou filha em seu poder. Pelo menos até os 15 anos de idade.

– Use a opção de notificação de login. Toda vez que fizer login, você será notificado de que computador foi feito

– Use dupla autenticação. Você terá que utilizar dupla notificação toda vez que for logar.

– Use alerta para e-mails do perfil dos filhos. Mas restrinja para coisas importantes.

Veja: Também:


As informações são do: Portal EBC

COMPARTILHAR