Adoração X Louvor: Buscando uma Adoração Verdadeira antes de Louvar.

2

Adoração X Louvor: Buscando uma Adoração Verdadeira antes de Louvar.

“Mas vem a hora e já chegou, em que os verdadeiros adoradores adorarão o pai em espírito e em verdade, porque são estes que o pai procura para seus adoradores”.
João 4:23

 Nesse texto, estudando o assunto, principalmente pela Bíblia, procuro enfatizar um pouco a diferença entre Adorar e Louvar a Deus, já que ambas possuem significados distintos. Louvar é elogiar, exaltar, aplaudir, glorificar, no caso a Deus, sendo um ato físico. Adorar por sua vez é render culto, ter amor extremo, de comunhão, de redenção, de entrega total, é uma ação espiritual.

A diferença é nítida, a começar pelo louvor. Louvar a Deus é através de sons, música, palmas, danças, palavras e gestos proclamar o seu nome, são ações humanas causadas pela emoção, que qualquer pessoa pode fazer.

“Louvai ao Senhor, porque é bom e amável cantar louvores ao nosso Deus; fica-lhe bem o cântico de louvor.”. (Salmo 147:1)

O Louvor como diz o Salmo de Davi 145 (recomendo leitura) é exaltar a Deus falando de seus atributos, confessando que Ele é poderoso, é falar que Ele é fiel e digno e que só seus caminhos são justos. O ultimo versículo, 21, resume assim: Um ato que deve ser proferido através de nossa boca e corpo e que toda carne, ou seja, qualquer pessoa deve louvá-lo para sempre.

Até mesmo uma pessoa que não entregou sua vida a Jesus, pode louvá-lo, inclusive uma pessoa que está cantando uma música gospel, porque está na moda ou achou bonita, mas o louvor precisa passar disso, precisa chegar aos ouvidos do Pai. O Louvor pela música é um instrumento de Deus para que aja conexão com seus filhos através de instrumentos e canto.

Agora a adoração é lançar tudo o que possuímos diante do altar de Deus e estar disponível para ouvir a sua voz, estar disposto a receber um molde de caráter, buscando santidade e pureza. Adoração é comunhão espiritual diária.

 “Mas vem a hora e já chegou, em que os verdadeiros adoradores adorarão o pai em espírito e em verdade, porque são estes que o pai procura para seus adoradores, Deus é espírito e importa que os seus adoradores o adorem em espírito e em verdade.”. (João 4: 23-24).

 O pai procura servos que o adorem em Espírito e em verdade, com um coração quebrantado, disposto a servir e sentir a presença de Deus independente da situação. Adorar é extremamente forte e pessoal, não é uma atitude física ou emocional, mas espiritual e independe de música, tempo ou espaço, é sobrenatural. Devemos ser adoradores e não somente louvadores, e somente a partir da intimidade, leitura da palavra e atitudes de verdadeiros servos, tendo uma comunhão genuína (mesmo com nossas falhas), passamos de louvadores para reais adoradores.

Adorar deve vir antes de tudo para o crescimento espiritual em nossas vidas e a partir daí o louvor será completo, dessa forma os louvores chegarão aos céus e não voltarão, pois partirão de corações adoradores que através do louvor exaltam e agradam o coração do Pai.


Autora: Bruna Weinrebe

2 COMENTÁRIOS

  1. ADORAR E ANSEIAR EM TOCAR NO CORAÇÃO DO PAI, ATRAVÉS DE UM CORAÇÃO QUEBRANTADO E TOTALMENTE RENDIDO AO SENHOR, E SE ENTREGAR POR COMPLETO A ELE DECLARANDO QUE VOÇÊ PERTENCE A ELE, TUDO QUE VOÇÊ QUER É ESTAR AOS SEUS PÉS O ADORANDO.

  2. Ministro de música

    1. Toda pessoa tem o sagrado direito de frequentar os cultos e atividades da igreja e de sentir-se muito feliz, sereno, confortado, em qualquer idade.

    2. O ouvido tem alta sensibilidade e suporta confortavelmente, por uma, duas horas, no máximo, 50 decibéis. Passou disso, além do mal que faz à saúde, incomoda muito.

    3. Todo instrumento pode ser usado no louvor, mesmo sabendo que há aqueles próprios para o culto.

    4. Culto não é show.

    5. Não existe hino ou música velhos.

    6. É preciso selecionar hinos próprios para cada ocasião, com mensagem, poesia, melodia, harmonia, ritmo. Ritmos assincrônicos desorganizam a química cerebral. Derrubam pessoas e até muros. Josué 6:20 Juízes 7:18

    7. Fundo musical durante o culto não pode interferir, desconcentrar, incomodar; use-o com muita inteligência. Ninguém suporta um teclado dedilhado pra lá e pra cá, aleatoriamente. Se for um hino próprio para a ocasião, baixinho, tudo bem, mas notas soltas…nem pensar.

    8- A música tem o poder de mobilizar as estruturas mentais.

    9- Culto animado não é sinônimo de barulho. Reverência, participação, adoração, comunhão, consagração, dedicação, apontam para o equilíbrio. O templo não é um lugar sombrio, triste, com silêncio sepulcral, é um espaço de alegria, louvor, transformação, decisões.

    10- Se você faz parte da equipe de músicos, nunca fique se distraindo e brincando com os instrumentos no altar, após o culto.

    “E Quenanias, príncipe dos levitas, tinha cargo de entoar o canto; ensinava-os a entoá-lo, porque era entendido nisso.” 1º livro de Crônicas 15.22.

    Ivone Boechat

Deixe uma resposta