Serra e Russomanno disputam Igreja Renascer

0
Serra e Russomanno  disputam Igreja Renascer
Serra e Russomanno disputam Igreja Renascer

Serra e Russomanno – Dona de um rebanho que soma mais de 20 mil fiéis em São Paulo, segundo o Censo 2010, a Igreja Apostólica Renascer em Cristo é alvo de disputa protagonizada pelos candidatos a prefeito Celso Russomanno (PRB) e José Serra (PSDB).

Em prol de Russomanno trabalha o seu vice, Luiz Flávio D?Urso (PTB); em favor de Serra, o prefeito Gilberto Kassab (PSD). A Renascer ainda não decidiu a qual candidato a prefeito vai dar respaldo. Para a Câmara Municipal, a igreja apoiará dois candidatos a vereador, Jorge Perez (PSD) e Eduardo Tuma (PSDB), ambos da coligação serrista.

Além disso, a Renascer tem ligação com o deputado federal do partido de Kassab Marcelo Aguiar (PSD-SP). A igreja se aproximou do prefeito após ele ter abandonado a ideia de transferir o maior evento da Renascer, a Marcha para Jesus, para o Autódromo de Interlagos, na zona sul.

Em agosto, Serra e Kassab participaram de um culto musical da Renascer no Ibirapuera. Eles foram apresentados a 10 mil fiéis como “apoiadores da igreja”. À época, o apoio a Serra era dado como certo por Aguiar. Mas Russomanno, pregando “uma igreja em cada esquina”, abriu conversa com os líderes da Renascer, o apóstolo Estevam Hernandes e a bispa Sônia. Agora, deve ser recebido na próxima Ceia de Oficiais da Renascer, culto mensal com religiosos.

O responsável pela aproximação foi D?Urso, advogado do casal. “Busquei uma aproximação entre eles, fazendo com que eles conhecessem o Celso”, disse à TV Estadão. D?Urso dá como certo o voto em Russomanno. “Não acho que vai ter anúncio, uma bênção só. Mas o simples fato de levar o Celso nesse momento (à Ceia de Oficiais) com todos lá é sinal de que ele (Estevam) votará no Celso.”

Kassab reconhece o apelo de Russomanno pela relação que o vice mantém com a igreja. O prefeito diz que não houve apoio formal a Serra, apenas reuniões reservadas. “A Renascer está fazendo um trabalho que dá simpatia à candidatura do Serra”, disse Kassab.

As informações são do jornal O Estado de S. Paulo

Deixe uma resposta