Prefeitura de Manaus toma posse de terreno usado por igreja evangélica

Prefeitura de Manaus toma posse de terreno usado por igreja evangélica
Prefeitura de Manaus toma posse de terreno usado por igreja evangélica

Na última quarta-feira (8) a Prefeitura de Manaus, tomou posse de um terreno e retirou os fiéis da Igreja evangélica Internacional da Colheita de um terreno institucional. Para a ação foi necessário adquirir um documento de reintegração de posse, já que o local pertence ao município.

A igreja estava funcionando em uma tenda improvisada pelo pastor Rubens Ladislau que garante que não invadiu o terreno, mas que recebeu como promessa de um candidato a vereador, sem dizer o nome desse suposto candidato.

O líder religioso diz também que antes de usar o terreno, seu ministério tinha um salão alugado e a mudança só aconteceu depois que o suposto candidato ofereceu a área para a realização dos cultos. “Nossa igreja tem mais de 400 fiéis e eu não seria louco de tirar essas pessoas do local onde pregávamos para trazer para um lugar incerto”, alega o pastor.

Localizado na Rua 23 de Dezembro, na zona Oeste de Manaus, a área, onde antes funcionava a antiga Maternidade Brigitta Daou, está destinada a abrigar a futura Casa de Saúde da Mulher, já que pertence à Secretaria Municipal de Saúde (Semsa).

Para que o projeto pudesse seguir seu andamento a reintegração de posse foi necessária. “Há três anos que esse projeto existe. A secretaria informa sempre que irá realizar o processo licitatório mas até agora nada foi feito. O pastor já sabia que esse terreno estava destinado a isso, mesmo assim ocupou a área”, disse Raimundo Nonato, presidente do Conselho Local de Saúde da Compensa.

Para poder tirar os fiéis do local foi necessário registrar o Boletim de Ocorrência e acionar a Procuradoria Geral do Município, a Guarda Metropolitana e o Instituto Municipal de Planejamento Urbano (Implurb). Para evitar tumultos, a Polícia Militar também esteve presente.

Com informações D24m

COMPARTILHAR