Pastora afirma que afastou furacão com suas orações

Pastora evangélica diz que afastou furacão com suas orações

Pastora afirma que afastou furacão com suas orações
Pastora afirma que afastou furacão com suas orações

O Partido Republicano fez sua 40ª Convenção nesta terça-feira (28) e confirmou a indicação de Mitt Romney, 65, ex-governador de Massachusetts, como seu candidato à eleição presidencial dos EUA. Ele irá enfrentar o democrata Barack Obama em novembro.

Havia temores que a convenção do partido, realizada em Tampa, Flórida, tivesse de ser cancelada por causa da passagem do furacão Isaac pela costa americana.

Os governadores dos Estados de Louisiana, Alabama, Mississipi e Flórida pediram a evacuação de milhares de moradores, decretando um estado de emergência. O Centro Nacional de Furacões relata que Isaac teria ventos superiores a 150 km por hora na terça-feira.

Mas será que Deus desviou a tempestade tropical de Tampa antes que ela evoluísse para furacão visando proteger a Convenção Republicana? Alguns cristãos americanos defendem que Deus influencia o clima atendendo orações. A pastora Jesten Peters, que lidera um ministério de intercessão chamado [Keys of Authority] Chaves de Autoridade, afirma que Deus ouviu as orações de seu grupo e mudou a trajetória do furacão quando ele se aproximava do Golfo do México, passando longe de Tampa. Eles estariam clamando para que a convenção não fosse prejudicada.

“Nós tivemos muitas e muitas pessoas orando para que a mão de Deus se movesse… veja o que está acontecendo, ele [o furacão] realmente saiu do caminho e nós agradecemos a Deus por fazer isso por nós”, disse Peters em uma entrevista ao canal CBN, de propriedade do televangelista Pat Robertson.

A pastora disse estar liderando o grupo “Pray Tampa Bay” que intercede pelas duas convenções partidárias. De acordo com o site The Christian Post, muitos cristãos conhecidos e anônimos estavam usando as redes socais para fazerem uma corrente de oração “contra” Isaac, temendo que a calamidade que ocorreu com o Katrina, que destruiu Nova Orleans alguns anos atrás, se repetisse.

Esta não é a primeira vez que a oração é mencionada como o motivo do impedimento de desastres meteorológicos. Pat Robertson trouxe o assunto para a mídia em 1985, quando afirmou que sua oração afastou o furacão Gloria de sua cidade. O televangelista disse também que no início deste ano que a oração poderia ter evitado uma série de tornados mortais ocorra. Em 2010, ele atribuiu o terremoto no Haiti a um “pacto com o diabo” que teria sido feito na ilha.

No ano passado, a deputada Michele Bachmann, então candidata republicana, disse que o terremoto na Costa Leste e Furacão Irene foram tentativas feitas por Deus “para chamar a atenção dos políticos”.

O influente jornalista conservador Glenn Beck disse ano passado que o terremoto e o tsunami que se abateram sobre o Japão eram “mensagens enviadas” de Deus para aquele país.

Em 2008, o pastor Pat Robertson argumentou que o furacão Katrina foi um castigo de Deus por causa dos abortos realizados nos EUA, enquanto o pastor John Hagee disse que o furacão era uma maneira de Deus castigar a homossexualidade.

Curiosamente, Mitt Romney é mórmon e seu vice, Paul Ryan, é católico.  Eles disputarão com Barak Obama, um evangélico. Se, de fato, Deus desviou o furacão, isso pouco ou nada tem a ver com suas preferências políticas ou religiosas.

Assista

 

Com informações The Christian Post e Gospel Prime

COMPARTILHAR