Pastor é proibido de exibir mensagens anti-gays em sua igreja

0
Pastor é proibido de exibir mensagens anti-gays em sua igreja
Pastor é proibido de exibir mensagens anti-gays em sua igreja

Um pastor da Igreja Batista, Trevor Walmsley tem despertado a ira pública na Austrália por causa das mensagens contrárias ao estilo de vida gay que exibe em frente de sua igreja.

Uma espécie de painel eletrônico colocado em frente à igreja, na cidade de Hamilton, exibia duas frases que têm lhe gerado muitas acusações de homofobia e incitação ao ódio.

A primeira diz: “Você só está aqui porque Deus criou Adão e Eva, não Adão e Ivo”, enquanto a outra afirma: “Nenhum de nós deve sua existência a duas pessoas do mesmo sexo”.

O pastor se defende das reclamações dos vizinhos e organizações australianas pró-gay. Ele reafirma que tem o direito a uma opinião. “Suponho que elas [as frases] são um pouco controversas, mas eu apenas disse que sou a favor do matrimônio tradicional”.

“Eu não posso falar em nome de toda a minha denominação, mas pessoalmente e, provavelmente, toda a nossa igreja, gostaria que ficássemos apenas com a definição tradicional de casamento, um homem e uma mulher, excluindo todas as outras possibilidades… Como seguidores de Jesus, que amou as pessoas que não eram amadas pela sociedade, somos chamados a fazer o mesmo. Mas descordar do que as outras pessoas acreditam que não significa necessariamente que não as amamos”.

Porém, a onda de críticas fez com que o porta-voz da Missão Batista Australiana, pastor Rod Benson se posicionasse contrário à decisão do colega.

“Essa é uma declaração infantil e tem sido há décadas. É lamentável que uma das nossas igrejas batistas opte por escrever uma declaração desse tipo e colocá-la do lado de fora. Isso envia a mensagem errada. Queremos tratar todas as pessoas, sem exceção, com respeito e não é útil ao debate sobre a validade do casamento gay termos esses tipos de slogans infantis exibidos em nossas igrejas.”

Um comunicado divulgado em junho pela Missão Batista Australiana, afirmou: “Por mais de 400 anos, os batistas reconheceram a Bíblia como a autoridade suprema em todas as questões de fé e conduta. A Bíblia ensina que o único contexto apropriado para a relação sexual é entre um homem e uma mulher que são casados entre si. Aqueles que argumentam em contrário, se afastaram da ética bíblica e uma compreensão autêntica Batista do casamento”.

A Austrália, como vários países do mundo, tem debatido novas leis que protegem os homossexuais e garante aos casais gays os mesmo direitos de casais heterossexuais, incluindo o reconhecimento do casamento.

Traduzido de Catch The Fire e News.au

Deixe uma resposta