Pastor é detido por ser suspeito de violentar adolescentes em igreja, no AM

0
Pastor é detido por ser suspeito de violentar adolescentes em igreja, no AM
Pastor é detido por ser suspeito de violentar adolescentes em igreja, no AM

Um pastor, de 37 anos, é suspeito de violentar sexualmente pelo menos duas adolescentes, 15 e 17 anos, em uma igreja evangélica, localizada no bairro Redenção, Centro-Oeste de Manaus.

Os crimes eram praticados desde 2008, segundo a polícia.
O homem teve a prisão preventiva decretada, na quinta-feira (30), e prestou depoimento nesta sexta (31) na Delegacia Especializada da Criança e do Adolescente do Amazonas (DEPCA). Ele foi detido em frente ao templo da igreja e resistiu à ação policial.

De acordo com a delegada-adjunta da DEPCA, Raquel Sabat, os casos de estupro chegaram à polícia por meio de denúncias feitas no começo do mês de agosto. A delegada informou ainda que o pastor chegou a denunciar, na semana passada, um adolescente, que segundo ele, teria violentado uma jovem da congregação. A vítima negou a versão contada por ele e denunciou o pastor como autor dos crimes.

Pastor é detido por ser suspeito de violentar adolescentes em igreja, no AM
Pastor foi detido em frente ao templo da igreja e resistiu à ação policial.

A segunda adolescente vítima do homem resolveu denunciar os estupros praticados pelo pastor ao tomar conhecimento da ação do líder evangélico. Os aliciamentos, segundo as vítimas, ocorriam deste de que elas tinham 14 anos.

A delegada disse ao G1 que uma das adolescentes afirmou, em depoimento na delegacia, ter assistido a um vídeo onde um menino de 11 anos aparece sendo estuprado pelo pastor. Ainda segundo relatos da jovem, o evangélico usou um cabo de vassoura para violentar a criança. A delegada afirmou que o garoto já foi identificado e que ele e outras testemunhas serão ouvidas. A polícia acredita que mais crianças possam ter sido vítimas do criminoso.

As jovens participavam de ações na igreja e eram obrigadas a aceitar a ação do pastor. Elas disseram que recebiam ameaças e que ele usava uma arma para intimidar as vítimas.

Segundo a delegada, as famílias e as adolescentes passam por apoio psicológico e uma delas está incluída no Programa de Proteção a Vítimas e Testemunhas Ameaçadas no Amazonas (Provita/AM).

O pastor será encaminhado para a Cadeia Pública Desembargador Raimundo Vidal Pessoa, no Centro de Manaus. Ele vai responder pelos crimes de estupro de vulnerável.

Com informações: G1

Deixe uma resposta