Maioria dos crentes não compartilha sua fé em Cristo, diz estudo

1
Maioria dos crentes não compartilha sua fé em Cristo, diz estudo
Maioria dos crentes não compartilha sua fé em Cristo, diz estudo

Maioria dos crentes afirma que não compartilha sua fé em Cristo, diz estudo,  frequentadores de igreja nos EUA acredita que é essencial compartilhar sua fé com os não-crentes, mas um grande número de pessoas não está fazendo isso, de acordo com um estudo recente do American Protestants conduzido pela Research LifeWay.
“Quando se trata de discipulado, os fiéis acham que o compartilhamento de Cristo com os não-cristãos é o mais difícil”, diz o porta-voz da LifeWay, Jon D. Wilke.

O estudo descobriu que 80 por cento das pessoas que frequentam a igreja uma ou mais vezes por mês, acreditam que têm uma responsabilidade pessoal para compartilhar sua fé, mas 61 por cento deles não falaram a outra pessoa sobre como se tornar um cristão nos últimos seis meses.

O projeto de pesquisa se focou em medir a maturidade espiritual nos indivíduos e revelou oito atributos bíblicos sempre evidentes nas vidas dos crentes maduros. Desses oito, “Compartilhar Cristo” tem a menor pontuação média entre os participantes de igrejas protestantes, de acordo com a LifeWay.

Três quartos dos fiéis dizem que se sentem confortáveis em sua capacidade para comunicar eficazmente o Evangelho, enquanto 12 por cento dizem que não se sentem confortáveis contando aos outros sobre sua fé.

Apesar de uma grande maioria acreditar que é seu dever de partilhar a sua fé e ter a confiança para fazer isso, 25 por cento dizem ter partilhado a sua fé apenas uma ou duas vezes, e 14 por cento têm compartilhado três ou mais vezes nos últimos seis meses.

A pesquisa também perguntou quantas vezes eles pessoalmente “convidaram uma pessoa sem igreja para assistir a um culto da igreja ou algum outro programa em sua igreja?” Quase metade (48 por cento) dos participantes de igrejas respondeu “zero”. Trinta e três por cento das pessoas disseram ter convidado pessoalmente alguém uma ou duas vezes, e 19 por cento disseram ter feito isso três ou mais vezes nos últimos seis meses.

“Muitas vezes tenho escutado que cristãos novos são mais ativos em compartilhar sua fé”, disse Ed Stetzer, presidente da LifeWay Research. “Na realidade as pessoas que têm sido cristãs não têm respostas mais elevadas para compartilhamento de Cristo do que os novos cristãos. Enquanto os novos cristãos podem achar que é natural compartilhar a sua experiência nova, os cristãos maduros o fazem intencionalmente”, disse Stetzer.

Stetzer disse que acredita que “orar com mais frequência para o estado de pessoas que não são cristãos professos é o melhor indicador de mais maturidade espiritual de todo o fator ‘Compartilhar de Cristo.”

Vinte e um por cento dos fiéis disseram que oram todos os dias por pessoas que sabem que não são cristãos professos. Vinte e seis por cento dizem que oram algumas vezes por semana. Um quinto (20 por cento) diz que raramente ou nunca ora pelo estado espiritual dos outros.

“Se for intencional sobre a partilha de sua fé, orar para outros é uma ótima maneira de começar. Muitas vezes reconhecemos a importância da oração à pessoas que chegam à fé em Cristo, mas também descobrimos que tem um impacto sobre o orante”, disse ele.

A LifeWay Research planeja divulgar os resultados de cada um dos oito atributos durante os próximos meses. As conclusões são parte do maior estudo discipulado de seu tipo, declara a organização.

Os dados do estudo foram utilizados para desenvolver um questionário para os crentes, chamado Avaliação de Discipulado Transformador (TDA). A avaliação é projetada para ajudar os pastores, igrejas e indivíduos a medir o desenvolvimento espiritual.

Esta avaliação on-line dá relatórios sobre a maturidade espiritual, utilizando os oito fatores do discipulado bíblico. O TDA também oferece sugestões úteis e práticas sobre os próximos passos apropriados para o desenvolvimento espiritual, diz LifeWay.

“A Avaliação do Discipulado Transformador não apenas captura a ação literal do verbalmente compartilhar a fé de alguém, mas também mede o quão pronta e disposta a pessoa está em fazê-lo. Enquanto a maioria dos crentes aceita a responsabilidade pessoal de compartilhar sua fé em Jesus Cristo com os não-cristãos, muito poucos estão buscando essas oportunidades”, Stetzer explicou.

Para saber mais sobre a pesquisa do discipulado Transformador visite LifeWayResearch.com. O TDA está disponível em http://tda.lifeway.com .

1 COMENTÁRIO

Deixe uma resposta