Igreja Católica usa outdoors para recrutar novos padres e freiras

0
Igreja Católica usa outdoors para recrutar novos padres e freiras
Igreja Católica usa outdoors para recrutar novos padres e freiras

Buscando suprir a falta de interessados na vida religiosa, a igreja católica romana da Áustria lançou uma ampla campanha em outdoors tentando recrutar candidatos a padres e freiras.

A mensagem com o lema “A Missão” faz o apelo também por leigos dispostos a dedicar pelo menos parte de sua vida no serviço social e religioso católico.

Esse tipo de publicidade de massa para os sacerdotes é rara em qualquer lugar, mas a medida “extrema” reflete os temores de que a Igreja Católica do país muito em breve não seja capaz de cumprir a sua missão devido à falta de clero.

A Áustria continua sendo uma nação de maioria católica, com mais de 64% dos habitantes se declarando membros da igreja, mas a imensa maioria é apenas nominal.

Como em grande parte da Europa, as missas andam quase vazias e o número de católicos praticantes está encolhendo. Na maioria das vezes os motivos alegados são os escândalos da igreja e a sensação de desconexão do Vaticano com o restante do mundo.

Ao mesmo tempo, o número de sacerdotes caiu de forma acentuada. São 244 sacerdotes atendendo as necessidades dos fiéis de 423 paróquias. Em todo o país, a esmagadora maioria dos padres e bispos têm mais de 60 anos, e não há jovens nos seminários.

Durante o lançamento da campanha de outdoor, Klaus Küng, bispo de Saint Polten, descreveu a falta de interesse no sacerdócio como “um problema enorme”. Mas Lukas Leitner, cuja agência de publicidade desenvolveu o projeto, estava otimista que sua estratégia daria frutos.

Oitenta outdoors de rua e 300 pequenos cartazes com backlight foram colocados na província de 1,6 milhões de pessoas. A foto mostra um padre, um diácono e uma freira ladeado por trabalhadores da igreja. Outra mostra leigos e leigas. O olhar deles é sereno, a sua mensagem simples: “A Missão: Aqueles que dão recebem ainda mais”. Um link leva a uma página que fala quem são essas pessoas e por que eles estão comprometidas com a igreja.

Houve campanhas católicas que chamaram a atenção no passado. Cartazes de recrutamento representando agonia de Cristo que remetiam ao alistamento militar na década de 1980 e anúncios nas revistas Playboy e Rolling Stone nos anos 1970.

Porém, Leitner diz que o conceito é diferente. O desejo é mostrar o clero católico e leigos como os heróis da vida cotidiana Küng também sugere que as pessoas se relacionam bem com a simplicidade da mensagem. “Os cartazes mostram pessoas reais… que estão trabalhando com alegria para a igreja e estão prontos a mostrar isso, colocando seus rostos diante da câmera”.

Traduzido de News Yahoo

Deixe uma resposta