Cena erótica com evangélica em novela da Globo gera polêmica

2
Cena erótica com evangélica em novela da Globo gera polêmica
Cena erótica com evangélica em novela da Globo gera polêmica

Evangélicos protestam contra a estereotipização dos evangélicos nas novelas da Globo. Para eles, a novela Avenida Brasil da TV Globo mostrou uma cena em que denegriu a imagem dos cristãos através de uma cena do capítulo no dia 30 de junho em que uma personagem evangélica, ex-atriz pornô, Dolores tirou a roupa e teve relações sexuais com o ex-marido sob a frase “tá amarrado!”.

A cena chocou muitos evangélicos que foram às redes sociais para protestar contra a estigmatização e o desrespeito à imagem dos cristãos. A psicóloga evangélica Marisa Lobo, em entrevista ao site Gospel Voice, afirmou que a Globo “mostra uma caracterização fora da realidade, que ridiculariza a fé dos cristãos sem qualquer conhecimento de causa ou preocupação em ofender uma grande parcela da população brasileira”.

Para a psicóloga, a Globo tenta, de maneira anti-ética, induzir a um conceito errôneo sobre a fé evangélica”.

Marisa incentivou via Twitter que os os cristãos protestassem contra a ridicularização da mulher cristã evangélica enviando mensagens à TV Globo.

Ela lembra ainda que é comum a caracterização dos personagens homossexuais como tendo boa índole, em contraposição aos “crentes preconceituosos e retrógrados”. “Eles não percebem, mas acabam colocando com isso um grupo contra o outro”, aponta Marisa.

Estereótipos

Os meios de comunicação frequentemente transmitem uma imagem estereotipada daquilo que de fato sejam os evangélicos, na visão de Renato Vargens, pastor da Igreja Cristã da Aliança em Niterói.

Para ele, as novelas levam conteúdo relacionado à promiscuidade e imoralidade sexual, além de veicular cenas de violência e barbárie. “Não é de hoje que elas deixaram de ser um simples passatempo, para tornar-se um veículo destrutivo da moral e da decência”, diz Vargens, reconhecendo porém que eventualmente a teledramaturgia contribui para a discussão e crítica social.

Festival Promessas

Apesar das acusações de fazer estereotipização dos evangélicos na TV, a Globo vem utilizando cantores gospel em programas musicais.

O Festival Promessas, exibido como especial de final de ano em 2011 foi um sucesso de audiência, alcançando 13 pontos no Ibope. O resultado foi quase o dobro da concorrência no mesmo horário.

Para Renato Vargens, a motivação da Globo em veicular músicas cristãs é meramente comercial, já que o mercado de CDs cristãos é um dos mais rentáveis da indústria fonográfica.

“É sabido que os evangélicos são os que menos pirateiam CDS e DVDS. Um público deste tipo é interessantíssimo, o que contribui para o desejo platinado de adentrar em um mercado tão promissor”.

Alguns números de vendas de artistas evangélicos mostram a força desse mercado. Somente a cantora da Assembleia de Deus, Cassiane, vendeu 2 milhões de cópias de um único ábum, “Com Muito Louvor”.

Também André Valadão, Ludmila Ferber, Fernanda Brum e Fernandinho chegaram à marca de 1 milhão de CDs vendidos ao longo de suas carreiras.

Informações: The Christian Post

2 COMENTÁRIOS

Deixe uma resposta