O que realmente significa temer a Deus?

O que significa exatamente temer a Deus

0
O que realmente significa temer a Deus?
O que realmente significa temer a Deus?

O que significa exatamente temer a Deus? A Bíblia está recheada de textos que falam a respeito do temor a Deus. Como exemplo, cito Provérbios 1.7 que diz que “O temor do SENHOR é o princípio do saber, mas os loucos desprezam a sabedoria e o ensino.” . No texto de Atos 9. 31 vemos que “A igreja, na verdade, tinha paz por toda a Judéia, Galiléia e Samaria, edificando-se e caminhando no temor do Senhor, e, no conforto do Espírito Santo, crescia em número.”

Muito entendem de forma errada a expressão “temor do Senhor” ou “temor a Deus”. Alguns dizem que seria ter medo de Deus. Apesar de um dos significados mais fortes da palavra temor ser “medo”, temer a Deus não é ter medo Dele, pois o medo nos faria fugir Dele e não aproximar-se Dele. Veja o que o apóstolo João diz a respeito do medo: “No amor não existe medo; antes, o perfeito amor lança fora o medo. Ora, o medo produz tormento; logo, aquele que teme não é aperfeiçoado no amor.” (1Jo 4. 18). Ou seja, o temor a Deus citado na Bíblia não pode significar um medo de Deus que nos faça fugir Dele e nos traga tormento. Antes, é algo que nos aproxima ainda mais de Deus.

Então, o que significa exatamente temer a Deus?

Temer a Deus é respeitá-Lo como sendo quem é; é reverenciá-Lo e obedecê-Lo baseado em toda a revelação de Sua santidade, justiça, grandeza, misericórdia, benignidade, vontade, amor e outros milhares de atributos revelados a nós. Algumas passagens bíblicas demonstram claramente o significado do Temor do Senhor e exemplificam como devemos praticá-lo:

– Temer a Deus é adorá-Lo como o único Deus. “Não terás outros deuses diante de mim.” (Ex 20. 3)

– Temer a Deus é tomarmos atitudes de santidade e pureza. “Tendo, pois, ó amados, tais promessas, purifiquemo-nos de toda impureza, tanto da carne como do espírito, aperfeiçoando a nossa santidade no temor de Deus.” (2Co 7. 1)

– Temer a Deus é ser fiel a Ele em qualquer situação, cultivando um coração santo. “Deu-lhes ordem, dizendo: Assim, andai no temor do SENHOR, com fidelidade e inteireza de coração.” (2Cr 19. 9)

– Temer a Deus é o início de uma vida de sabedoria. E a sabedoria é praticar a vontade de Deus. “O temor do SENHOR é o princípio da sabedoria; revelam prudência todos os que o praticam. O seu louvor permanece para sempre.” (Sl 111. 10)

– Temer a Deus é aborrecer o mal. “O temor do SENHOR consiste em aborrecer o mal; a soberba, a arrogância, o mau caminho e a boca perversa, eu os aborreço.” (Pv 8. 13)

Assim, o temor de Deus é como o oxigênio para a vida do discípulo. Sem temor a Deus não existe o discípulo.

Autor: André Sanches

Fonte: Esboçando Idéias

Deixe uma resposta