Deputado Samuel Malafaia critica projeto legalização da prostituição

3
Deputado Samuel Malafaia critica projeto legalização da prostituição
Deputado Samuel Malafaia critica projeto legalização da prostituição

O deputado estadual Samuel Malafaia (PSD-RJ) criticou o apoio do deputado federal Jean Wyllys (Psol-RJ) ao projeto de legalização da prostituição no Brasil. Para o parlamentar, esse medida violaria os direitos da mulher, já que permitiria a prática de uma exploração que provoca profundas feridas emocionais.

“O deputado federal Jean Wyllys diz que o moralismo ataca injustamente a vida de algumas pessoas. Eu digo o contrário. A imoralidade é uma chaga que corrói os bons costumes e a moralidade das famílias brasileiras”, atacou Samuel Malafaia, que foi mais longe. “A legalização da prostituição facilitaria o tráfico internacional de mulheres e a prostituição infantil. Outros países que passaram pelo mesmo processo se tornaram focos de tráficos de mulheres”.

Criminalidade

Na contramão, Jean Wyllys justificou, em seu projeto de lei, que a legalização pode abrir caminho para combater a prostituição infantil. Com um cadastro das profissionais da prostituição e programas sociais direcionados à classe, ele acredita que é possível dar mais dignidade e segurança às mulheres.

“A mesma sociedade que desaprova a prostituição a utiliza. Essa hipocrisia e moralismo superficial causa injustiças, a marginalização de um segmento considerável da sociedade”, atacou Wyllys.

Marcha para Jesus – Projeto de lei do deputado Samuel Malafaia

Foi apresentado na ALERJ um projeto de lei, de autoria do deputado estadual Samuel Malafaia, que inclui a “Marcha para Jesus” no calendário de datas comemorativas do Estado do Rio de Janeiro. A manifestação cristã é um evento internacional e interdenominacional que ocorre anualmente em milhares de cidades do mundo, reunindo fiéis num ato pacífico movidos pelo amor a Deus.

O projeto regulamenta a “Marcha para Jesus” para ser comemorada no segundo sábado de junho.

Informações:Verdade Gospel

3 COMENTÁRIOS

  1. Espero que nao seja legalizada, porque eu fumo muita maconha e nao penso em parar, muito melhor ter ela ilegal, encotro um traficante em cada esquina e a qualidade è sempre melhor e mais barata. Ai tem o traficante q mata policia para mim “usuario” poder fumar e a policia q mata traficante para defender eu usuario, ate inocente morre por nos usuarios.
    Dai maconheiro vai na marcha e leva tiro de borracha, mais para voces, os inocentes, os caretas, os policiais e traficantes ficam reservadas aquelas de verdade, feitas com chumbo mesmo, e depois choram como idiotas ao redor do querido familiar morto pelo trafico ou policia, mais se sao voces mesmos que querem essa guerra, para que chorar? é isso mesmo, violencia traz violencia, nao tem que chorar nao, tem que festejar e agradercer a Deus pois o objetivo de voces foi alcançado, MAIS MORTE mais VIOLENCIA. E viva a lei brasileira, o povo ignorante e minha erva que ta cada vez mais facil conseguir, melhor e mais barata.

  2. Sou a favor e digo porque.
    Moro na Italia, e por aqui com certeza as coisas estao melhor que ai no brasil, menos violencia, roubo, sequestro, omicidio, mesmo a Italia sendo junto com Espanha consideradas as naçoes que mais usam drogas na Europa, em uma pesquisa de 2011, 80,3% dos jovens italianos de 14 a 30 anos ja fumaram maconha, em Milao que é uma cidade de 1,330.000 de habitantes, mais que circulamam em media de 2.000.000 de pessoas por dia, nos ultimos anos acontecem em media de 20 assassinatos por ano, coisa que é normal em uma populaçao de 20.000 hab. no brasil. Ai voce ve que o problema da violencia nao esta e nunca esteve nas drogas, o problemas esta na cultura, segurança publica, educaçao, seria hora de pegar alguns impostos dessa erva que nunca matou ninguem + o dinheiro investido nessa guerra contra ela, para por onde precisa, nao acha? Em 2009 nos EUA, tinha 69.700.000 de fumantes de tabaco, desses morreram 440.000, 0,63% dos fumantes. Usuario de cocaina 1.200.000, desses morreram 2.500, 0,20% dos usuarios de cocaina, Usuario de heroina 399.000, mortes 2.000, 0,5%, (sendo que dessas morte de 50 a 80% dos casos foram por causa da mau qualidade da heroina, misturada com outras substancias toxicas). Sempre no mesmo ano de 2009 nos EUA havia 4.299.000 usuarios de marijuana, mortes 0, porcengem 0%. Morreram tambem 80.000 por alcool + 40.000 em acidentes estradais + 60.000 em acidentes de trabalho. Outra coisa interessante é a respeito da frase “maconha porta de entrada para as drogas pesadas”, em 2009 o grupo dos maconheiros éra 175 vezes maior que os da heroina, quer dizer, que mais de 90% dos usuarios de marijuana nunca viu a sombra da heroina, e os outros 9% voce me pergutaria, sao como voce ou eu, pode ou nao ter tido contato com a Heroina. Mais se gastaram bilhoes de dollares, e milhares de vidas de policiais, traficantes e inocentes com essa guerra contra, maconha, cocaina e heroina se morreram sò 4.500 pessoas em 2009, sera que foi gasto proporcionalmente para tentar salvar as outras 620.000? O Brasil tem a mesma politica dos EUA contra as drogas de consequencia o mesmo resultado. E’ obvio que essa guerra nao funciona, ate os americanos esta mudando as leis, Obama deu um grande passo em dizer que nas farmacias medicinais da marijuana nao se toca, nao regulamentou ainda porque é ano politico, Em quase toda Europa o consumo e porte de pequenas quantidades nao é reato, o trafico sim, so que a policia nao esquenta muito a cabeça nao, se preocupam com os crimes importantes, como os crimes contra a vida, roubos, corrupçao, porte ilegal de armas… traficante de maconha eles nao enchem muito o saco nao, cocaina sim, mercado que faz girar muita grana, ai sim, ou faz acerto ou vai preso, isso depende do policial, devo dizer que nao é ideal, mais violencia por culpa das drogas é microscopica e é o ultimo dos problemas dos europeus em geral.

  3. Fumo maconha e n penso em parar, custa pouco, encotro um trafica em cada esquina e a qualidade è sempre melhor. Ai tem o trafica q mata policia para mim “usuario” poder fumar e a policia q mata traficante para defender eu usuario, ate inocente morre por nos usuarios. Para q DESCRIMINALIZAR? Maconha nao mata usuario, se tem gente q se mata por nos que se FODA, sao eles mesmos q sao a favor dessa politica de guerra, para q ter dò desses caretas, puliça e trafica, esse idiotas q morram, e eu FUMO.

Deixe uma resposta