Vitor Belfort ora antes de luta em reality show na Globo

0
 Vitor Belfort ora antes de luta em reality show na Globo
Vitor Belfort ora antes de luta em reality show na Globo

Em parceria com a TV Globo, o UFC está promovendo no país o reality show “The Ultimate Fighter Brasil – Em busca de Campeões”. Entre as equipes que disputam a competição, uma é liderada pelo lutador Vitor Belfort, que é evangélico.

No episódio do último Domingo, 08/04, enquanto as equipes se deslocavam para o Centro de Treinamento, onde seria realizada mais uma luta do reality show, o lutador Rodrigo Damm, da equipe de Vitor Belfort, orou pelo companheiro que iria disputar uma vaga na semifinal da competição, Daniel Sarafian.

Já no CT, durante a preparação para uma luta, Vitor Belfort reuniu os outros técnicos e atletas em torno de Sarafian, e fez uma oração: “Nós transferimos agora para o Daniel que esse momento é o momento dele. Proclamo agora Senhor, coragem, escudo de um guerreiro, que ele é. Nós temos certeza do talento dele, Senhor. Em questão de minutos, o braço dele vai ser erguido”, declarou, fazendo referência ao símbolo de vitória no MMA.

Na final do evento, no próximo dia 23 de Junho, Vitor Belfort enfrentará o técnico do time azul, numa revanche do confronto que ocorreu 14 anos atrás, quando ambos ainda lutavam por um outro evento, Pride, e que foi vencida por Belfort. O lutador declarou ao PVT que seu adversário “sabe que eu sou um homem melhor e um atleta melhor. Estou focado e não preciso falar mal de ninguém. Ele fala mal sobre mim, mas não estou focado nisso. Estou focado no que eu tenho que fazer para vencer esta luta, que é treinar duro. Sem sacrifícios não há glória. Meu braço será levantado naquela noite e ele sabe disso”.

Evangélicos no MMA

Outro lutador cristão de MMA, Adriano Martins, de 29 anos, vive a expectativa de assinar contrato com o UFC. Campeão do peso leve no Jungle Fight, evento inferior ao UFC, o membro da Congregação Batista Cristo Rei afirma que está quase tudo certo para mudar de emprego: “Esse era o nosso objetivo, meu, da minha equipe, do meu empresário, da minha família. O UFC é a maior vitrine do mundo no MMA. Eu diria que há 80% de chances. Está nas mãos de Deus. Tomara que dê certo”, afirmou em entrevista ao jornal A Critica.

Convertido desde 2008, o lutador se arrepende dos erros, mas afirma que agora sua postura é outra: “Já fiz coisas erradas. Quem nunca errou que atire a primeira pedra. Mas a conversão muda a vida das pessoas, das famílias. Quando vou lutar, junto minha equipe e fazemos uma oração para que nem eu nem meu oponente saiamos machucados com gravidade”, explica Martins, que é casado e tem dois filhos.

Informações: Gospel+

Deixe uma resposta