Igrejas católicas de Belo Horizonte faz vigília contra o aborto

0
Igrejas católicas de Belo Horizonte faz vigília contra o aborto
Igrejas católicas de Belo Horizonte faz vigília contra o aborto

A Arquidiocese de Belo Horizonte segue em vigília nas paróquias e comunidades contra o aborto nos casos em que os fetos não possuem cérebro. Nesta quarta-feira, o STF (Supremo Tribunal Federal) julga a descriminalização desse tipo de aborto.

A vigília é feita por conta de uma determinação da Conferência Nacional dos Bispos, que convocou todas as arquidioceses espalhadas pelo país. Ministros analisam uma ação ajuizada em junho de 2004 pela CNTS (Confederação Nacional dos Trabalhadores da Saúde), que é favor da prática nos casos em que o feto não possui cérebro.

A CNTS defende o argumento de que é uma ofensa à dignidade da mãe ter que carregar em seu ventre um feto com poucas chances de vida após o parto. Além disso, tais condições são “potencialmente perigosas” para as mulheres.

A anencefalia é uma má-formação fetal congênita e irreversível, conhecida como “ausência de cérebro”, que leva à morte da criança poucas horas depois do parto.

A morte do feto é registrada ainda no útero, em 65% dos casos. Entretanto, o Código Penal só permite o aborto quando não há outro meio de salvar a vida da gestante ou se a gravidez for resultado de estupro. No primeiro caso, o médico não precisa de autorização judicial.

Redes sociais

Por conta do julgamento da legalização do aborto nesta quarta, mobilizações nas redes sociais estão sendo organizadas. No Twitter, milhares de pessoas iniciaram um “twitaço” contra a criminalização da prática, comentando o assunto com a tag #afavordavida.

Com informações Band

Deixe uma resposta