5 de dezembro de 2016
Início Padre exorcista revela que Bento 16 realizou exorcismos no Vaticano Padre exorcista revela que Bento 16 realizou exorcismos

Padre exorcista revela que Bento 16 realizou exorcismos

Padre exorcista revela que Bento 16 realizou exorcismos no Vaticano

O exorcismo é a prática de expulsar demônios de uma pessoa ou de um lugar. Na Igreja Católica existem padres especialmente preparados para essa função, chamados de “exorcistas”. Mas é raro ouvir-se que um papa se envolva nessa atividade.

O padre Gabriele Amorth, famoso exorcista da diocese de Roma já escreveu vários livros sobre o assunto e em breve lançará mais um. Entre suas revelações uma em especial está chamado atenção. Ele conta que, em 2009, uma benção do papa Bento XVI expulsou o demônio de dois homens.

Embora o Vaticano oficialmente negue o ocorrido, Gabriele diz que tudo ocorreu muito rapidamente durante uma audiência geral na Praça São Pedro. Ele relata que dois de seus ajudantes levaram os homens, Giovanni e Marco, para ver o Papa.

Logo que se aproximaram de Bento XVI, eles começaram a tremer, ficando agitados e passaram a gritar, mostrando sinais claros de possessão. No momento em que o carro do Papa chegou, conta o exorcista do Vaticano, um dos ajudantes pediu que Giovanni se controlasse ao que ele respondeu: “Eu não sou Giovanni”. A voz não era a dele, relata o livro, e junto com Marco, jogaram-se no chão.

No seu livro o padre Gabrielli lembra que “Os possuídos pareciam ser atingidos por uma descarga de energia, seus corpos foram atingidos. Eles voaram cerca de três metros para trás e então se calaram”.

Frederico Lombardi, porta-voz do Vaticano, disse que o Papa não tem ciência desses fatos. “Mesmo se for um relato verdadeiro, não é correto falar em exorcismo pelo Papa… Não há nenhuma ligação e o papa não teve intenção de realizar um exorcismo”, declarou em nota.

Últimas notícias

Notícias mais lidas

Cultos onlie