Bispo critica apresentação de cantores evangélicos no caldeirão do Huck

Bispo critica apresentação de cantores evangélicos no caldeirão do Huck
Bispo critica apresentação de cantores evangélicos no caldeirão do Huck

Bispo critica apresentação de cantores evangélicos no caldeirão do Huck – Em iniciativa um tanto inusitada, o “Caldeirão do Huck” do último sábado trouxe pela primeira vez dois convidados da música gospel. Nada encabrunhou os artistas, que louvavam a Jesus enquanto as assistentes do programa, apenas de biquíni, rebolavam à beira da piscina.

Cercado de ‘coleguinhas’, como Huck chama suas assistentes, o rapper Pregador Luo não se fez de rogado também, tirando uma fã (de canga) para dançar abraçadinha, no palco da atração.

A mistura de louvor com as moças escassamente vestidas acabou repercutindo na internet. O bispo André Santos, da Igreja Nova Vida, lamentou o episódio:

“A Rede Globo está conseguindo profanar a música evangélica”, postou. Procurada, a assessoria de Huck informou que ele está em viagem internacional. Se e quando o apresentador quiser se manifestar, terá suas palavras incluídas aqui.

O bispo criticou a (verdadeira “intenção dos Marinho”, donos da Globo, por causa da frase usada por Huck para anunciar os cantores no palco:

“Desta vez, temos o sagrado e o profano, a babel das religiões, passando pelo funk carioca, o axé da Bahia e as atrações evangélicas”, bradou Huck ao anunciar a cantora Ana Paula Valadão -acusada por Edir Macedo de ser “endemoniada”, em pregação recente do líder da Iurd. Agora Macedo terá motivos para chamar a atração de Huck de “Caldeirão do Inferno”. Veja trechos citados nesta reportagem no vídeo abaixo.



Informações:Folha

COMPARTILHAR