8 de dezembro de 2016
Início Líderes da Nigéria são criticados depois de ataques a cristãos Líderes da Nigéria são criticados depois de ataques a cristãos

Líderes da Nigéria são criticados depois de ataques a cristãos

Líderes da Nigéria são criticados depois de ataques a cristãos

A Nigéria tem falta de líderes competentes para tratar de seus problemas de segurança, disse um ex-governante militar nesta segunda-feira, após os ataques a bomba no dia de Natal contra igrejas, lançados por militantes islâmicos, que deixaram mais de duas dezenas de mortos.

Muhammadu Buhari, um nortista que perdeu a última eleição presidencial, em abril, para o presidente Goodluck Jonathan, disse em um comunicado publicado em um jornal nigeriano que a resposta do governo às bombas foi lenta e indiferente.

A seita islâmica Boko Haram, que quer impor a sharia (lei islâmica) no país mais populoso da África, assumiu a responsabilidade pelos três ataques a bomba nas igrejas, o segundo Natal consecutivo que causa derramamento de sangue em templos cristãos.

As forças de segurança também culparam a seita por duas explosões no norte, e cresce o medo de que a Boko Haram esteja tentando iniciar uma guerra civil sectária em um país dividido entre cristãos e muçulmanos, que em sua maioria convivem em paz.

“Como é possível que o Vaticano e as autoridades britânicas tenham falado sobre os ataques dentro da Nigéria que provocaram as mortes de nossos cidadãos antes mesmo do governo nigeriano?”, disse Buhari no comunicado.

Últimas notícias

Notícias mais lidas

Cultos onlie