A vergonha da Igreja católica diante de milhres de abusos sexuais a crianças

1
A vergonha da Igreja católica diante de milhres de abusos sexuais a crianças
A vergonha da Igreja católica diante de milhres de abusos sexuais a crianças

A igreja católica, através da Conferência dos Bispos e a Conferência Religiosa Holandesa (KNR) pediram “sinceras desculpas” e disseram estar “envergonhadas”, na sequência do relatório que as próprias encomendaram e que deu a conhecer milhares de casos de abusos sexuais de padres a crianças.

Em comunicado, as organizações disseram estar “chocados”. Os bispos e diretores da KNR estão chocados com o abuso sexual de menores e as práticas descritas no relatório final. Isso enche-nos de vergonha e dor, refere o documento.

Os agressores não são os únicos culpados. Há autoridades da Igreja que não agiram correctamente e não deram prioridade aos interesses e cuidado das vítimas também têm culpa. Lamentamos profundamente esses abusos, lê-so no texto.

Dezenas de milhares de crianças sofreram abusos sexuais em instituições católicas holandesas desde 1945, segundo revela um relatório preparado por uma comissão independente no país.

O documento diz ainda que os líderes da Igreja Católica sabiam dos abusos, mas não tomaram medidas para acabar com os frequentes episódios que aconteciam em escolas, seminários e orfanatos.

Após realizar uma pesquisa com mais de 34 mil pessoas, o relatório estima que uma em cada cinco crianças em instituições católicas sofreram algum tipo de abuso.

A investigação foi realizada após uma série de denúncias no leste do país.

Em Agosto de 2010, a comissão independente começou a analisar os relatos e acabou por identificar 800 supostos responsáveis pelos abusos, 100 dos quais ainda estão vivos.

A comissão procurou ainda descobrir detalhes do que aconteceu e sugerir que tipo de indemnização deveria ser oferecida às vítimas.

No mês passado, a Igreja Católica na Holanda criou um sistema de indemnizações entre 5 mil e 100 mil euros, dependendo da gravidade do abuso sofrido.

Com informações: A Bola

1 COMENTÁRIO

  1. Quero aqui lamentar o posicionamento deste blog. Como costumo dizer não perco o meu tempo falando de padres isso ou pastores aquilo, pois os entendo como traidores do Cristianismo. Uma coisa que não é compreendida pelas pessoas hoje em dia é que se fôssemos nos preocupar com os crimes dentro do Cristianismo (sejam eles no meio Católico ou não Católico) estamos na religião errada e devíamos começar o Cristianismo estudando a vida de Judas Iscariotes, não a de Jesus!

    Se Jesus teve seu traidor logo no início, porque a Igreja Católica ou as neo-pentecostais de hoje também não os teriam?

    Mas lamento a posição do blog pois entendo que isso não constrói, apenas serve de estímulo para extravasar passionalidades de Cristãos pouco Cristãos.

    Louvado Seja Nosso Senhor Jesus Cristo!

Deixe uma resposta