Psicóloga Marisa Lobo pede união dos pastores e parlamentares cristãos

Psicóloga Marisa Lobo pede união entre Silas Malafaia, Magno Malta e Marco Feliciano

Psicóloga Marisa Lobo pede união entre Silas Malafaia, Magno Malta e Marco Feliciano

Nesta quinta-feira (17), a doutora Marisa Lobo, que tem militado contra o que chama de “privilégios gays”, pediu união dos pastores e parlamentares cristãos. Marisa pediu que eles deixem de lado o “ego e a vaidade e se unam, em ações contra o preconceito cristão” que está se instaurando no país.

Alvo de duras críticas de ativistas gays, que usaram o Twitter para se manifestar contra a posição da psicóloga, que cobra uma postura séria do Conselho Federal de Psicologia (CFP), que para ela tem sido partidário ao apoiar e se manifestar em defesa do movimento LGBT.

Marisa teve sua foto estampada por mais de duas semanas no maior site gay do país, Gay1. Com uma matéria criticando a postura da psicóloga e questionando o fato de ela ser conhecida como “Psicóloga Cristã”.

Comparada com o pastor Silas Malafaia – a versão “feminina do Mala” – como é chamado entre os ativistas gays. Marisa tem sido ridicularizada no Twitter, além de estar sendo acusada de homofobia, por sua posição contrária ao movimento LGBT.

Marisa é parceira do Fenasp, Fórum Evangélico Nacional de Ação Social, além de ajudar em campanhas contra as drogas, questionando privilégios e questões ligadas a educação infantil, abusos, temas que degradam a família. Em sua última ação, entrou de cabeça apoiando o Plebiscito pedido pelo deputadoMarco Feliciano, onde o povo possa decidir se concorda ou não com o casamento gay.

Marco Feliciano respondeu o apoio da psicóloga em um culto da UMADC, de Santa Catarina, promovido pelo Gideões Missionários da Última Hora. Ele elogiou o trabalho da psicóloga Marisa Lobo, que se solidarizou com sua luta, e reclamou da falta de apoio, de pastores e líderes de renome, como também de deputados em todo o Brasil. Feliciano pediu apoio das comissões e garantiu que se os deputados não ajudarem, a esclarecer a sociedade, a importância deste Plebiscito, só Deus sabe o que isso pode acarretar.

Marisa tem pedido aos deputados, pastores e líderes que se unam em torno desse Plebiscito. Ela também contatou o presidente do FENASP, Wilton Acosta, que garantiu que passará no gabinete do pastor Marco Feliciano, na próxima semana, oferecendo total apoio do FENASP. Acosta entende que por se tratar da família brasileira o FENASP deve dar total apoio ao Plebiscito. Ele também se comprometeu em pedir apoio em todas as comissões.

Marisa também acredita que se o senador Magno Malta se empenhar no apoio ao Plebiscito, como também o pastor Silas Malafaia, que em sua opinião, “tem lutado sozinho, sofrendo perseguições”, comentou Marisa, “ficando desgastado. Ele precisa de apoio e poderá apoiar todas as ações em conjunto, pois esse não é mais um projeto do Marco, é de todo aquele que luta para defender direitos éticos e moral de toda a família brasileira”, o resultado poderá ser favorável ao Plebiscito.

Marisa chamou a atenção de todos, pedindo para todo povo cristão, “que peçam aos seus deputados, de sua região, que apoiem este projeto, e aos líderes e pastores, que façam corrente de oração, e lutem pela família brasileira”, comentou.

“A questão não é negar direitos civis, pois todos nós temos, em igualdade, porém não podemos casar pessoas do mesmo sexo, com o nome de casamento igualitário, pois isso abre precedentes para algo muito pior, a obrigatoriedade de se fazer casamento no religioso, com o perigo de um pastor, por exemplo, ou padre, ser criminalizado, por descumprir a lei”, esclarece Marisa.

Para ela com a cobrança popular, do povo e dos pastores, pode sim, haver uma mudança em relação ao rumo que as leis têm tomado e permitir que o povo decida, através de Plebiscito, leis polêmicas, como a do casamento entre pessoas do mesmo sexo.
Fonte: O Verbo

COMPARTILHAR