Exercícios e se alimentar bem combatem a dor de cabeça

0
Exercícios e se alimentar bem combatem a dor de cabeça

A dor de cabeça é um problema comum que atinge homens e mulheres de todas as idades. Não é a toa que a Sociedade Internacional de Cefaléia reconhece mais de 150 tipos de dor de cabeça. Suas causas? Podem ser problemas estruturais, metabólicos, tóxicos, infecciosos. Outras são identificadas como consequências de lesões ou alterações no organismo como sinusites, tumores ou problemas na coluna.

Se você sofre desse mal, sabe o quanto ele é incômodo, por isso listamos algumas dicas de especialistas que podem fazer diferença na sua saúde.

É importante lembrar que algumas dores de cabeça têm uma causa tratável. Existem casos em que o exercício físico é a solução para mandar a dor de cabeça para o espaço. A educadora física Rosangela Satoris explica. “Problemas posturais, tensionais (estresse) e circulatórios são causadores de dores constantes e após uma avaliação médica, orientamos o melhor tratamento para o paciente. As combinações de atividades leves com o aeróbico estimulam a circulação sanguínea e são importantíssimas para amenizar as crises de dor”, conta.

E não é só para acabar com a dor de cabeça que o exercício físico é um aliado. Outro grande vilão da dor constante são os problemas de coluna, causados pela má postura. Seções diárias de alongamento e fortalecimento muscular podem resolver ou minimizar o incômodo.

O efeito é simples: quando o nosso corpo está em movimento, ele produz endorfina, que cai na circulação sanguínea e atua como uma morfina natural. Essa substância colabora com o fim de muitas dores que incomodam no dia a dia. É importante escolher uma atividade que se enquadre ao seu estilo de vida, mas lembre-se de contar com a orientação de um especialista. Assim, você garante bons resultados e evita dores desnecessárias por falta de orientação.

Alimentação

Você já reparou que quando ficamos horas sem nos alimentar surge aquela dorzinha de cabeça chata? Isso acontece porque ocorrem crises de hipoglicemia que podem desencadear as fortes dores de cabeça. A dica da nutricionista Karina Pimentel é simples: coma a cada três horas, mantenha uma alimentação rica em fibras, e não esqueça de beber muita água.

“Consumo de alimentos alergênicos e ricos em substâncias tóxicas (refrigerantes, alimentos industrializados ricos em corantes e conservantes) e o excesso de cafeína e deficiências nutricionais de vitaminas e minerais são pontos que devem ser investigados para evitar e eliminar as dores de cabeça”, orienta.

Sempre que possível, faça um ‘check up’ para monitorar como anda a sua saúde. Com essa combinação de cuidados com o organismo, alimentação e um ótimo programa de exercícios diários, os resultados podem ser positivos.

Fonte: Cristiana Arcangeli / por Natália Vizza

Deixe uma resposta