Cristãos do mundo se únem em campanha contra a fome mundial

0
Cristãos do mundo se únem em campanha contra a fome mundial

Uma aliança de grupos cristãos e igrejas de diferentes países está se unindo com o propósito de erradicar a extrema pobreza em todo o mundo. A iniciativa recebeu o nome de “58&S243;, uma referência ao capítulo 58 de Isaías, em que Deus chama seu povo para acabar com a pobreza.

“Acreditamos que Deus está nos chamando hoje para a mesma coisa em um esforço de acabar com a pobreza extrema”, diz a apresentação do ministério, em referência à palavra bíblica.

Segundo o ministério, o fim da pobreza já está começando a acontecer. Eles citam a disponibilidade de água potável para provar que “a extrema pobreza foi reduzida à metade”.

O ministério enfatiza a necessidade da união entre vários grupos de Cristãos para fazer frente ao desafio da população em estado de pobreza em todo o mundo.

A estratégia é conectar milhares de igrejas, e grupos de pessoas em todo o mundo para tentar conter o problema. Segundo o “58”, de acordo com o capítulo de Isaías, o poder está nos números. “Quanto mais pessoas envolvidas, maior o impacto”, garantem.

Para ajudar a espalhar a ideia central do projeto, foi produzido um filme que será usado como peça de divulgação e inspiração dos Cristãos a inciarem e continuarem praticando os preceitos de Isaías 58.

O documentário tem 75 minutos e leva os espectadores a visualizar como vivem os povos mais pobres do planeta, fornecendo estatísticas e apresentando exemplos de como a igreja pode agir para ajudar os 26% da população global que vivem essa realidade.

Um livro também foi lançado com os princípios do projeto, denominado “58: como a igreja acabará com a pobreza”.

Segundo o consultor da ONG Compassion International e um dos coordenadores da 58, Dr. Scott Todd, os Cristãos podem fazer decisiva diferença na erradicação da extrema pobreza, porque suas igrejas estão estrategicamente localizadas, equipadas e possuem a confiança das comunidades em todo o mundo.

Além disso, diz Todd, “a fé cristã oferece dignidade e esperança de que tantas vezes tem sido despojado de pessoas que vivem em extrema pobreza”.

Segundo os fundadores da 58, isso poderia acontecer nos próximos 20 anos, e até fixaram o ano de 2.035 como data final.
Embora planos sejam feitos, eles asseguram que será necessário que as igrejas estejam realmente dispostas a responder ao apelo de Isaías 58.

Para quem o chama de otimista ingênuo, Scott Todd afirma que seu otimismo baseia-se em fatos concretos e revela como a tirania da pobreza extrema já está sendo quebrada. Ele cita fatos:

Nos últimos oito anos, o número de crianças que morrem de sarampo no mundo diminuiu 78%; 22 países reduziram os casos de malária pela metade em apenas seis anos; na década de 1980, 40.000 crianças morriam por dia de causas evitáveis. Atualmente, o número caiu para menos de 21.000.

Além disso, acrescenta: a taxa de propagação do HIV no mundo diminuiu em 16% na última década e a partir de 2005, a taxa populacional de pessoas que viviam em extrema pobreza passou de 52% da população mundial para 26%.

Informações The Chistian Post

Deixe uma resposta