Atual desafeto de Edir Macedo, Silas Malafaia se aproxima da Rede Globo

1

Atual desafeto de Edir Macedo, Silas Malafaia se aproxima da Rede Globo

As diferenças entre Edir Macedo (Igreja Universal do Reino de Deus) e o pastor Silas Malafaia (Assembléia de Deus Vitória em Cristo) são antigas e envolvem relações de poder e disputa por espaço em meios de comunicação. Entretanto, nem sempre foi assim. Durante algum tempo, os programas de Malafaia serviram para criticar os veículos das Organizações Globo. O pastor já criticou duramente o jornal O Globo, a revista Época e a TV Globo, inclusive, defendendo Edir Macedo.

Porém, nos últimos anos, a mira de Malafaia parece ter encontrado outro alvo. Em um de seus ataques contra Edir Macedo, em 2010, ele afirmou que a Record faz jornalismo pró-PT por interesses comerciais. “Você foi comprado para defender o governo e a Dilma. Sua emissora é chapa-branca, com jornalismo tendencioso. Vou mostrar que você é um falso profeta mentiroso, vai cair a máscara”, afirmou Malafaia em resposta a Macedo, completando que a Record é um “lixo moral”.

No último mês de setembro, Malafaia voltou a atacar o líder da Universal, após o bispo ter dito em seu blog que “os cantores evangélicos são endemoninhados”. Ao que Malafaia mais uma vez revidou: “os demônios, da mais alta hierarquia, fazem o que vocês fazem, isto é, atuam nessa área, pegam dízimo e oferta do povo de Deus, compram emissoras de TV, que ao invés de glorificar a Deus, é o santo financiando o profano e o podre”. Para finalizar, chamou mais uma vez a Record de lixo moral e disse que é “financiada com ofertas e dízimos do povo de Deus”. 
Em perfil feito pela jornalista Daniela Pinheiro na revista Piaui de setembro, Malafaia contou que no final de 2010 foi chamado para uma conversa com o vice-presidente das Organizações Globo, João Roberto Marinho. “O dono da Rede Globo lhe disse que queria conhecer melhor o mundo dos evangélicos. E contou terem percebido, na emissora, que Edir Macedo não era a voz dos protestantes no Brasil. Desde então, eles mantêm um canal de comunicação”, diz a matéria. 
Malafaia contou à jornalista que depois da conversa apareceu no “Jornal Nacional” cinco vezes. Ainda, segundo a reportagem, um dos sonhos de Malafaia é comprar horário na TV Globo para fazer pregações: “ainda vou conseguir, eles já estão abrindo, olha o programa do Faustão cheio de cantor evangélico se apresentando”. Para a Piaui, a Globo admitiu que não comercializa horários contínuos: “só vendemos anúncios em intervalos comerciais”, disse João Roberto Marinho. Para a IMPRENSA, a Rede Globo confirmou a conversa entre Malafaia e João Roberto Marinho, mas não deu detalhes sobre o objetivo da reunião. Procurada, a assessoria de imprensa de Malafaia não retornou às tentativas de contato; já a Record afirma que não se pronunciará sobre o assunto. 
Diferenças institucionais
O impasse entre os líderes religiosos e o movimento que eles “representam” é significativo. De acordo com o IBGE, a previsão é que o índice de evangélicos no país ultrapasse 25% da população. Em 1970, início da popularização evangélica na TV, o número de fiéis não chegava a cinco milhões. Rui Luís, historiador e teólogo, destaca que a visibilidade proporcionada pela TV não representa os evangélicos. “São as grandes denominações que podem se beneficiar deste tipo de mídia. Esses grupos possuem estrutura suficiente para poder bancar o custo de um programa destes, que não é baixo”, diz.

Ed René Kivitz, pastor evangélico, teólogo e mestre em ciência da religião pela Universidade Metodista de São Paulo, vê no fenômeno televisivo uma questão relacionada à necessidade de visibilidade pessoal. “Eu avalio que o conteúdo em si é distante da essência do evangelho. É uma presença que se confunde com o projeto de poder destas personalidades e suas respectivas instituições. Isso parece prioritário ao compromisso com o evangelho”, avalia.

Quem é quem no evangelismo televisivo
Apóstolo Valdemiro Santiago de Oliveira
Igreja Mundial do Poder de Deus
Rede21, CNT e Rede TV!
Missionário Romildo Ribeiro Soares (RR Soares)
Igreja Internacional da Graça de Deus
BAND e Rede TV!
Pastor Silas Malafaia
Assembléia de Deus Vitória em Cristo
CNT, Redet TV! , BAND
Edir Macedo

Igreja Universal do Reino de DeusPara cópia deste conteúdo, é obrigatória a publicação do link www.amigodecristo.com
Informações Portal Imprensa

1 COMENTÁRIO

  1. Paz queridos!
    Acho que a televisão seria um bom meio de evangelizar,pois,é o meio de comunicação que alcança grandes massas.Pena que hoje o que não falta é pregadores cheios de "si",vaidosos, com interesses pessoais,famintos por fama,poder,status,que disputam audiência denegrindo a imagem uns dos outros sem o menor pudor.Quanto tempo e dinheiro disperdiçados,lamentável.Sou a favor de se fazer uso dos meios de comunicação para evangelizaçaõ,desde que o único próposito seja levar ao conhecimento das pessoas o amor e graça salvadora de Jesus.O que será que os não crentes estão achando desse duelo entre entre dois homens tão influentes no meio evangélico em plena rede nacional( que alcaçam não sei quantos países)?Vergonhoso!é pastor Silas que desce a lenha na Record,mas, que luta com todas as forças pra comprar um horário milhonário na Globo.è muita contradição,isso não tem nada ver com Deus,e ainda cham blogueiros que estão verdadeiramente a serviço do Rei dos Reis por terem coragem de colocar tudo isso á vista de quem quiser ver.que deus te misericórdia deles e dos telespectadores.Até mais.

Deixe uma resposta