Afinal, quantos são os evangélicos no Brasil?

0
Afinal, quantos são os evangélicos no Brasil?

Para uns somos 20,2%, ou cerca de 40 milhões de pessoas. Outros falam em 51,1 milhões. Os mais otimistas falam que em 2020 seremos mais da metade da população, ou cerca de 105 milhões de almas.

A velha máxima de que os números não mentem pode estar com os dias contados. Pelo menos, no que diz respeito a estatísticas sobre religião no Brasil. Contrariando as últimas pesquisas sobre a fé no país, que apontam os evangélicos como sendo 20,2% da população – ou menos de 40 milhões de pessoas –, diversas denominações apostam em um panorama mais otimista, no qual os crentes já seriam atualmente 51,1 milhões. Dizem mais: que, caso se mantenham as atuais taxas de crescimento do segmento cristão evangélico, os crentes em Jesus serão, já em 2020, mais da metade da população brasileira, o que equivaleria a 105 milhões de almas. Números evangelásticos (termo cunhado para se referir aos constantes exageros dos crentes) à parte,o certo é que organizações que se dedicam a estatísticas religiosas trabalham com números que apontam uma maioria religiosa protestante no Brasil em apenas dez anos.

O cálculo é feito por organizações como o Departamento de Pesquisas da Sepal (Servindo Pastores e Líderes).

Nos últimos anos, a Sepal Pesquisas e o Projeto Brasil 2010 levantaram informações em algumas cidades brasileiras. Visite o site www.brasil2010.org para ler os relatórios.

As informações a seguir foram baseadas nos dados do IBGE dos Censos de 1980, 1991 e 2000. Para pesquisar pessoalmente os dados sobre os grupos religiosos do Brasil, você pode visitar a página do IBGE na Internet (www.sidra.ibge.gov.br).

O Crescimento da Igreja Evangélica no Brasil:

Agradecemos a Deus pelo extraordinário crescimento que Ele tem dado à Igreja Evangélica no Brasil! A Igreja cresceu mais que o dobro do ritmo da população durante mais de 20 anos. De 1970 até 1980 a Igreja cresceu 5,06% ao ano enquanto a população cresceu 2,48% ao ano. De 1980 a 1991, este crescimento continuou numa taxa semelhante, apesar do crescimento da população diminuir um pouco (5,18% ao ano – Igreja e 1,93% ao ano – população). De 1991 a 2000, a diferença entre o crescimento da população e o crescimento dos evangélicos aumentou; o crescimento dos evangélicos chegou a superar em quatro vezes o crescimento da população do país (7,43% ao ano – Igreja e 1,63% ao ano – população).

Este gráfico mostra o crescimento dos evangélicos e da população no Brasil de 1980 a 1991 e de 1991 a 2000. Como pode perceber, existem variações regionais, mas o país como um todo tem mostrado pouca mudança no seu ritmo de crescimento durante este longo período. Também pode ser notado que o ritmo de crescimento da Igreja aumentou em todas as regiões.

O Tamanho da Igreja Evangélica Brasileira:

Então quantos evangélicos temos no Brasil? Em 1970, o Censo constatou uma população evangélica de 4,8 milhões; em 1980 foi de 7,9 milhões; em 1991 foi de 13,7 milhões; e em 2000 foi de 26,1 milhões. Este gráfico mostra que, se o crescimento constatado entre 1991 e 2000 continuar, a população evangélica brasileira chegará a aproximadamente 55 milhões no ano 2010.

E se o crescimento continuar neste ritmo, a igreja evangélica do Brasil alcançará 50% da população no ano 2022.

Este mapa mostra a taxa de crescimento anual dos evangélicos obtida nos Censos de 1991 e 2000, em cada estado do país. O Estado de Roraima tem a taxa de crescimento (TCA) maior do que qualquer outro estado, 13,41%.  O Rio Grande do Sul se destaca como o estado com a menor taxa de crescimento (TCA) do país, 3,15%.

Em toda a região Sul o crescimento dos evangélicos foi somente 4,32% comparado com um crescimento geral do país de 7,43%.

Oremos pela Igreja dessa região e louvemos a Deus pelo crescimento saudável da Igreja Evangélica Brasileira em taxas quatro vezes maiores que a taxa de crescimento da população durante a última década.

A presença evangélica no país não é igual em todas as regiões. A Região Nordeste está muito atrás do restante do país em termos de presença evangélica. De fato, em 2000, a porcentagem de evangélicos naquela região era somente 10,26% enquanto a média para o país inteiro era 15,41% de evangélicos.

Comparando-se as regiões do Brasil, a região Nordeste tem a menor porcentagem de evangélicos do país. Oremos pela Região Nordeste.

Para 2005, este seria o mapa da porcentagem de evangélicos na população em cada estado do Brasil usando uma projeção baseada no crescimento verificado entre 1991 e 2000. Observamos 4 estados com médias acima de 30%.

Nota-se que a região Nordeste continua sendo a região com menores índices e o estado do Piauí o único com índice inferior a 10% de evangélicos.

CONCLUSÃO

Temos muitos motivos para louvar ao Senhor, e também muito trabalho ainda para fazer.

Se você precisar dos nomes desses municípios ou mais informações relacionadas a esta pesquisa, entre em contato com:
Sepal – Departamento de Pesquisas
F: 11 5523-2544
pesquisas@sepal.org.br
Informações: Sepal

Deixe uma resposta