Igrejas de mídia são pecadoras, diz teólogo

Igrejas de mídia são pecadoras, diz teólogo

Em entrevista ao jornalista Kennedy Alencar no programa “É Notícia”, exibido pela Rede TV! na madrugada desta segunda-feira, o teólogo Leonardo Boff falou sobre celibato, existência de Deus e criticou as igrejas midiáticas, católicas ou evangélicas.
“Eles continuamente pecam contra o segundo mandamento, que é usar o santo nome de Deus em vão e apresentam um cristianismo que é um pequeno Lexotan para acalmar as pessoas”, diz o estudioso.
Boff foi sacerdote da Igreja Católica e ajudou a consolidar a Teologia da Libertação no país — que em suma define a pobreza como um pecado e promove um engajamento social na construção de uma sociedade mais justa e solidária. Seus questionamentos a respeito da hierarquia católica, expressos no livro “Igreja, Carisma e Poder” foi alvo de um processo na Congregação para a Doutrina da Fé, sob a direção de Joseph Ratzinger, hoje o Papa Bento XVI e que culminou em sua saída da Igreja.


Para cópia deste conteúdo, é obrigatória a publicação do link www.amigodecristo.com
Informações Folha

COMPARTILHAR