Vereadores querem desaprovar dia do hétero em São Paulo

1

Vereadores querem desaprovar dia do hétero em São Paulo

Vereadores do PT e PSDB se articulam para convencer o prefeito Gilberto Kassab (PSD) a vetar o projeto que cria o Dia do Orgulho Heterossexual, aprovado na Câmara paulistana há menos de uma semana.
A informação é da reportagem de José Benedito da Silva publicada na edição desta terça-feira da Folha
Segundo o texto, os vereadores, já têm 18 dos 55 votos. Para manter um veto, são necessários 19. O gesto do prefeito tornou peça-chave para resolver a crise política iniciada após a aprovação da proposta, do vereador Carlos Apolinário (DEM).
Mas há outra opção: Kassab não veta nem sanciona e o projeto volta ao Legislativo para sanção automática –a Câmara não pode vetar projeto que ela mesmo aprovou. Com isso, a alternativa restante seria votar outro projeto revogando a lei, o que seria embaraçoso para a Câmara.
REPERCUSSÃO
A criação do Dia do Orgulho Hétero ganhou até repercussão internacional. Os sites das revistas “Forbes” e “Newsday” deram destaque ao “Straight Pride Day”.
O assunto chegou a ser um dos mais comentados do Twitter em todo o mundo. Um abaixo-assinado também criado na internet por uma militante gay da Baixada Santista.
A ABGLT (Associação Brasileira de Lésbicas, Gays, Bissexuais, Travestis e Transexuais) pediu veto ao projeto.

Para cópia deste conteúdo, é obrigatória a publicação do link www.amigodecristo.com
Informações Folha ► Vereadores agora querem desaprovar dia do hétero em São Paulo

1 COMENTÁRIO

  1. Engraçado, que ao contrário de nós, eles são uma "maioria", pra não dizer o oposto…"minoria", e esses políticos estão com medo dessa massa que deixa de existir todos os dias, pois quanto mais homossexuais aparecem, mais ainda muitos deles morrem, e não é por causa de ataques homofóbicos, mas é por causa de doenças, drogas e muitos suicidios….Agora, pra quê esses políticos querem defender pessoas que nunca existirão de verdade???….

Deixe uma resposta