Kassab veta lei Dia do Orgulho Hétero em São Paulo

2

Kassab veta lei Dia do Orgulho Hétero em São Paulo

O prefeito de São Paulo, Gilberto Kassab, confirmou que deve vetar o projeto de lei que cria o Dia do Orgulho Heterossexual na capital paulista. Segundo ele, a proposta é “despropositada”. As informações são do jornal Folha de S. Paulo.

“O heterossexual é maioria, não é vítima de violência, não sofre discriminação, preconceito, ameaças ou constrangimentos. Não precisa de dia para se afirmar”, afirmou em entrevista.

O projeto

A Câmara Municipal de São Paulo aprovou na sessão extraordinária do dia 2 de agosto o Projeto de Lei, de autoria do vereador Carlos Apolinário (DEM), que cria o Dia do Orgulho Heterossexual na cidade de São Paulo. O projeto foi aprovado em votação simbólica.

O PL agora segue para a sanção do prefeito Gilberto Kassab. Registraram voto contrário ao texto aprovado os 11 vereadores da bancada do PT, os dois da bancada do PCdoB, além de Gilberto Natalini, Claudio Fonseca (PPS), Claudio Prado (PTB), Juscelino Gadelha, Tripoli e Eliseu Gabriel (PSB).

Apolinário disse que não tem nada contra a “figura humana” dos gays. “A criação do Dia do Hétero não simboliza uma luta contra a figura humana dos gays, e sim contra aquilo que considero que são excessos e privilégios”.
Contradições ou pressão?

Dia do Orgulho Hétero não é homofobia, afirma prefeito de SP
Para cópia deste conteúdo, é obrigatória a publicação do link www.amigodecristo.com
eBand►Kassab confirma veto a Dia do Orgulho Hétero

Deixe uma resposta