Exclusão da religião da sociedade é o novo tsunami cultural

2

Exclusão da religião da sociedade é o novo tsunami cultural

Depois da falência do marxismo, o tsunami cultural de agora é a secularização, ou seja, a exclusão da religião da vida das pessoas e da sociedade. A afirmação é do bispo espanhol José Ignácio Munilla, 50, da Arquidiocese de San Sebastián.
“O marxismo como teoria econômica caiu, mas a ideologia de gênero o substitui, pondo em causa a antropologia do homem.”
Isso, segundo ele, é consequência, em parte, do “bombardeio constante de notícias que apresentam a visão de um mundo secular” afetado pelo pansexualismo.
O bispo lamentou que hoje “as ovelhas estejam caminhando sem pastor”, referindo-se a um trecho bíblico sobre Jesus.
Ao falar sobre o tema “a distância entre os jovens e a igreja”, Munilla afirmou que a descrença em Deus entre os jovens cresceu entre 50% e 69% em apenas cinco anos.
“A igreja está vivendo dias difíceis”, disse, mas acrescentou que ela não desistirá de “convocar os jovens”.
“Temos de nos conectar com eles para alcançá-los”, afirmou. “Nosso contato com os jovens têm de ser mais direito: não podemos mais usar rede, agora temos de ter vara e anzol.”
A palestra do bispo faz parte da preparação da visita em agosto do papa Bento 16 à Espanha.

Para cópia deste conteúdo, é obrigatória a publicação do link www.amigodecristo.com
Paulo Lopes

2 COMENTÁRIOS

  1. Isso que o bispo falou é verdade.
    A arma que o inimigo está usando fortemente é a sexualidade e os seus distúrbios, tendo em vista que os jovens serão os nossos próximos governantes!

    Que Deus nos proteja!

  2. Isso que o bispo falou é verdade.
    A arma que o inimigo está usando fortemente é a sexualidade e os seus distúrbios, tendo em vista que os jovens serão os nossos próximos governantes!

    Que Deus nos proteja!

Deixe uma resposta