Esperando pelo amado? Ele Virá!

0

Esperando pelo amado? Ele Virá!

Esperando pelo amado?
Um ano depois de escrever “À Espera do Amado”, o Senhor fala conosco mais uma vez sobre esperança, fé e confiança em um Deus que trabalha por nós; que trabalha enquanto dormimos. Sim, podemos crer que, embora tudo pareça contrário, há um Deus fiel e que o cumprimento de todas as suas promessas é uma questão de tempo. Tempo para aprendermos mais dele, tempo para sermos curados, tempo para crescermos, tempo para o próprio Deus agir na hora certa.
Quando ‘caminhamos’ com o salmista pelos Salmos 23, vemos que ele estava aflito, oprimido e contava, unicamente, com Deus. Vemos que nessa jornada, quem sabe um caminho de espinhos, a única certeza que ele tinha era de que “o Senhor era o seu pastor e que nada lhe faltaria. Davi estava totalmente dependente de Deus. No entanto, às vezes nos pegamos questionando: “E quando me faltar?”; “Senhor, espero há tanto tempo por alguém mas nada acontece”; “Meu Deus, o tempo está passando e o que conquistei?”. Deus conhece as aflições pelas quais passamos porque Ele mesmo é o Criador e se há alguém de quem devemos depender, esse alguém é Deus.
Nos sentimos aflitos e oprimidos pela sociedade, pelos amigos, família e até mesmo pela igreja local por causa do nosso estado civil. Não porque eles tenham essa intenção, mas porque querem o nosso bem. Isso evidentemente nos traz preocupações e, muitas vezes, por falta de sabedoria, abrimos uma brecha para o inimigo de maneira que ele sopre sutilmente em nossos ouvidos de que algo está errado conosco.
Passamos a crer que algo falta em nós, que não somos bons o suficiente para termos alguma coisa ou até mesmo alguém ao nosso algo. Nos esforçamos tanto para sermos pessoas melhores, mas parece que ninguém vê ou dá o devido valor. Muitos entram em aflições por se sentirem sozinhos e, assim, deixam de ser levados pelas “águas de descanso”, “águas tranqüilas”. Se relacionar com alguém por imposição ou por medo de ficar sozinho só atrapalha os planos de Deus. É uma pena que muitos aprendem da maneira mais difícil. Esse, definitivamente, não é o desejo de Deus.
Ser guiado pelo Senhor nesse caminho é deixar Deus agir no seu tempo, em paz com ele, com a certeza de que ele tem reservado o melhor para as nossas vidas. Ser guiado “pelas águas”, segundo o verso 3 do salmos, é ser guiado por aquele que gera vida e cura, Jesus.
“Guia-me pelas veredas de justiça” – quantos de nós nos sentimos injustiçados! Questionamos a Deus os “porquês” do que temos vivido, das pessoas que não nos têm correspondido, quando o correto seria entregarmos tudo nas mãos dele. Se desejarmos o seu caminho de justiça, certamente Deus nos levará a um caminho melhor e muito mais bonito do que aquilo que planejamos para nós. Você já pensou nisso? Andar em seu caminho de justiça e entregar a Ele nossa causa, nossa dor, e esperar pelo que Deus já preparou. Nossa motivação não deve ser esperar por um amado humanamente falando, mas, esperar por um Amado muito mais excelente, que jamais nos deixa só e supri todas as nossas necessidades quando o mundo nos dá as costas. Estar sozinho, “alone”, para alguns pode ser o vale da sombra da morte, mas não precisa ser assim. Deus prometeu que estaria conosco nesses momentos para nos ajudar e consolar.
“Preparas-me uma mesa” – na mesa do Pai há o melhor e Davi sabia disso muito bem. Para aqueles que confia no Senhor, Ele reservou o melhor na Sua mesa. Agora, quanto você está disposto a dar do seu melhor para que receba na mesma medida, o melhor de Deus? A questão não é simplesmente comparativa porque Deus é Deus e é incomparavelmente maior a nós mas sim, falo do melhor do seu coração. A mesa está posta, o banquete preparado para você na presença do mundo, mas até quanto você está disposto a se quebrantar, confiar e esperar no Senhor enquanto você tem uma vida dedica exclusivamente ao serviço do Pai?
“Meu cálice transborda” – nossa vida precisa transbordar o rio de Deus para abençoarmos outras vidas. Deus quer nos ensinar a viver uma vida transbordante de alegria, de propósitos, das coisas do céu! Viver se martirizando, sofrendo porque está sozinho não é a solução. Cada dia doente nessa área é um dia perdido.
Bondade e misericórdia do Senhor me seguirão todos os dias da minha vida e habitarei na Casa do Senhor para sempre – que conforto maravilhoso! Davi não estava preocupado com coisas desse mundo. Seu coração estava intimamente ligado ao coração de Deus. Ele reconhecia a bondade do Senhor e sabia que isso faria com que ele habitasse para sempre na Casa de Deus.
Enquanto o amado não vem busquemos, primeiramente, os tesouros do Amado Excelente. Deixemos ser tratados pelo ele e pelo tempo dele que é o melhor para nós. Outros tesouros o Espírito Santo nos revela nesses salmos. Em sua Palavra ele nos ensina a descansar nele. Se andarmos na sua Palavra, ele cumprirá a seu tempo porque ele prometeu que nada nos faltará.

Jaqueline Santos
Colaboradora do portal Lagoinha.com
Ministra de Louvor da Igreja Batista Ministerial da Família
jackprearo@hotmail.com / www.jaquelinesantos.zip.net / www.ibmdaf.org.br
Leia também:
Poetisa cristã aconselha solteiras a esperar no Senhor
Para cópia deste conteúdo, é obrigatória a publicação integral do texto e a divulgação do link www.amigodecristo.com

Deixe uma resposta