Pastor da Uganda pede pena de morte a homossexuais

3
Intolerância Religiosa: Pastor de Uganda faz campanha por lei de pena de morte a homossexuais
O reverendo Martin Ssempa (foto), de Uganda, está fazendo campanha para a aprovação de uma lei que pune os homossexuais com prisão e, dependendo do caso, com a morte.
Em 2009, deu entrada no Parlamento um projeto de lei que estabelece essas punições, mas sua tramitação tem sido lenta por causa de pressões de entidades  não governamentais de países desenvolvidos.
Ssempa, que é de uma igreja cristã independente, tem se empenhado em acabar como esse “boicote”.

Ele argumenta que a lei tem de ser aprovada porque os homossexuais são os principais disseminadores da Aids na Uganda, onde a síndrome tem um efeito devastador, a exemplo de outros países africanos.

O empenho do religioso tem uma causa pessoal: seu irmão, sua irmã e o bebê dela morreram em consequência da contaminação do vírus da doença. Ele tem pelo menos um parente vivo que contraiu o vírus.
Recentemente, o reverendo e um grupo de fiéis foram ao parlamento para pressionar os deputados. Eles ostentavam dois broches. Um dizia “Debatam nosso projeto agora!” e outro, “Não à sodomia”.
O reverendo ouviu de Edward Kiwanuka Ssekandi, presidente da Casa, que as chances de o projeto de lei ser aprovado são mínimas.

Com informação Paulo Lopes WebBlog e do New York Times.
 Para cópia deste conteúdo, é obrigatória a publicação integral do texto e a divulgação do link www.amigodecristo.com

3 COMENTÁRIOS

  1. Quando também um homem se deitar com outro homem, como com mulher, ambos fizeram abominação; certamente morrerão; o seu sangue será sobre eles.
    Levítico 20:13

Deixe uma resposta