O CASAMENTO ESTIPULADO NA BÍBLIA É O CIVIL OU RELIGIOSO?

33

O CASAMENTO ESTIPULADO NA BÍBLIA É O CIVIL OU RELIGIOSO?

Nome sabrina pinheiro
Coloque aqui seu email:
Site/Blog
Cidade / Estado rio grande/rs
Sua Mensagem

minha tia tem a declaraçao do divorcio mas nao tem o divorcio mesmo pois vai demorar um pouco.E ela gostaria de saber se igrejas evangelicas casam pessoas sem seraem casadas no civil,pois ela quer so no religioso
RESPOSTA
O casamento descrito na bíblia é o casamento civil e não religioso, a celebração religiosa nasceu do desejos das pessoas quererem ser abençoadas por Deus, portanto dentro da palavra de Deus ela deveria casar no civil. Se a igreja vai aceitar fazer o casamento somente no religioso, isso vai depender da igreja e do ministério a qual ela pertence. Eu como pastor não realizaria a cerimônia. Pois logo após a cerimônia na noite de núpcias o casal estaria praticando o adultério segundo a palavra de Deus, que diz:
I Corintios 7:9
9 – Mas, se não podem conter-se, casem-se. Porque é melhor casar do que abrasar-se.
Pecado de Fornicação
Pr Julio Fonseca

www.idagospel.com

www.idagospel.com
prjulio@idagospel.com
Compartilhar
Recomendado para você

33 COMENTÁRIOS

  1. 16/05/2012
    Qual a situação diante de Deus de um casal casado apenas no civil e não no religioso?

    Algumas pessoas pensam (e dizem) que um casal casado apenas no civil, e não no religioso, estão vivendo em adultério. As pessoas pensam assim devido a acharem que os sacramentos são os únicos meios de termos acesso a Deus, e o casamento (para estas pessoas) é um sacramento.

    A Bíblia não sustenta esta idéia. Para Deus a união sexual de duas pessoas equivale ao casamento. Se elas se casam no civil e no religioso, muito bem. Mas se elas se casaram apenas no civil, isto não quer dizer de forma nenhuma que estão vivendo em adultério.

    Diante da Bíblia é necessário o casamento civil? Cremos que sim. Deus quer que estejamos em harmonia com as leis dos homens que são justas. A lei do casamento civil é uma lei justa. As autoridades constituídas existem pela permissão de Deus e obedece- las (sempre que não seja exigido transgredir a Lei de Deus) é nossa obrigação.

    Romanos 13:1 diz: ‘Todo homem esteja sujeito às autoridades superiores; porque não há autoridade que não proceda de Deus; e as autoridades que existem foram por ele instituídas’. E Romanos 13:2, acrescenta: ‘De modo que aquele que se opõe à autoridade resiste à ordenação de Deus; e os que resistem trarão sobre si mesmos condenação’.

    Recomendamos o casamento civil para que os cônjuges estejam de acordo com as leis do país, para confirmar a dignidade do casamento e também para preservar direitos dos filhos. Mas isto não quer dizer que duas pessoas apenas casadas no civil não tenham a benção de Deus ou que estejam em adultério.

    Espera-se que antes do casamento religioso os noivos realizem a cerimônia civil do casamento. Mas o que confere santidade ao casamento não é o casamento civil e nem mesmo a cerimônia religiosa! A cerimônia religiosa é um privilégio e não uma obrigação. Quem confere santidade ao casamento é Deus quando dá a duas pessoas o amor mútuo e a habilidade de serem fiéis uma a outra. Mateus 19:6 registra o seguinte:’ Assim já não são mais dois, mas um só carne. Portanto o que Deus ajuntou, não o separe o homem.’

    Quem torna o casamento santo é Deus. Nenhum ser humano pode conferir esta bênção que só Deus pode dar. Quando uma autoridade cristã pronuncia no casamento religioso a bênção nupcial, está sendo um porta-voz de Deus. Mas isto não quer dizer que quem não puder ter o seu casamento religioso não terá a bênção do Pai. De modo algum! Cada cristão poderá buscar individualmente esta bênção diretamente do Pai. É só orar e confiar. Desde a morte e ressurreição de Jesus Cristo temos acesso direto ao Pai. ‘porque por ele [Jesus Cristo] … temos acesso ao Pai em um mesmo Espírito’. (Efésios 2:18).

    Uma das maiores alegrias de Deus é abençoar um jovem casal. Deus não está limitado por cerimônias humanas para poder abençoar. Creiamos sempre em seu amor e bondade.

Deixe uma resposta

Please enter your comment!
Please enter your name here