Publicado:24/04/2011 - às:15:29
Devocional | Por Amigo De Cristo

Jesus pagou o preço por você

Jesus pagou o preço por você
Há milhares de anos atrás, alguém comprou nossa liberdade, a liberdade de toda essa gente que é curada aqui e testemunha, alguém pagou o preço das pessoas que sofrem o desespero, mas receberam a cura. Seu nome é Jesus Cristo. Ele sabe o que é padecer, diz a palavra. E o profeta Isaías, quase setecentos anos dele se manifestar, profetizou sobre ele e dizia que o Cristo não teria aparência ou formosura, isso quando recebeu na carne a minha dor, a sua dor, o sofrimento da humanidade, nosso sofrimento, que estava no corpo de Jesus Cristo.

Foi por toda a humanidade, não por esta ou aquela religião, foi por todos os povos da Terra. Ele sabe o que é sofrer, ter dor, a sua dor estava nele, a minha dor estava nele, nossa angustia, nossa derrota, estavam no corpo dele. Ele recebeu todas as dores da humanidade, todo o pecado da humanidade ficou encravado no corpo dele e ele sentiu como nenhum outro sentiu. Ele a carregou em uma cruz e antes de carrega-la, ele ficou preso em um poço.

Aquele que ia nas aldeias, fazia paralíticos andarem, abria olhos dos cegos, purificava os leprosos, um dia foi colocado na frente da multidão, com um ladrão homicida do lado dele, chamado Barrabás. Pilatos era temeroso, a mulher dele o avisou para ter cuidado, Jesus era inocente, Pilatos sabia disso, mas tinha de fazer uma média com a sociedade, com as pessoas, mas ele queria que a população optasse por Jesus. Sabia que Jesus era um inocente sendo condenado para uma morte e morte de cruz.

Cruz não tem nada a ver com o que ensinam, milhares de anos antes de Cristo morrer já existia a cruz, chamavam de madeiro e em deuteronômio já diziam maldito aquele que fosse pendurado no madeiro, era usada para criminosos hediondos condenados. Jesus foi condenado e qual foi o crime dele?

Ressuscitar morto, curar enfermos, fazer prosperar as pessoas, orar até sair sangue para que vidas fossem mudadas. O mesmo Jesus que é perseguido aqui hoje e que continua realizando isso sobre as vidas e o mesmo que chegou até Paulo e o fez ver o quanto estava errado e Deus fará o mesmo com quem persegue esta obra em algum momento de sua vida.

Por isso a pergunta quem creu na palavra, deu ouvidos a esta pregação? Jesus era desprezado. Cuspiam nele. O colocaram em uma prisão que é um poço profundo que só cabe um homem em pé. Como homem, ele tinha vontade de usar o banheiro, de comer e fazia suas necessidades fisiológicas naquele poço e quando pedia algo de comer, lhe davam para que comesse em cima das necessidades fisiológicas.

Ele sofreu para que eu e você pudéssemos encontrar a vida eterna, ele foi humilhado para salvar a humanidade. Mas quem creu na pregação? As pessoas preferem uma religião que não pede que mudem seu caráter, que não peça que deixem a prostituição, elas querem uma vida larga. Eu não escolho uma mensagem para pregar, prego segundo a vontade do meu Deus, doa o que doer. Farei isso até morrer.

Veja que Jesus pagou o preço por você, por mim. A cruz era maldição, o símbolo da vitória é a fé. Não vá nessas de que cruz simboliza vitória, esperança, é falso. Jesus foi pendurado na cruz e todos olhavam para ele, ensanguentado, porque os soldados zombavam dele, perguntando se ele era mesmo rei e fizeram uma coroa de espinhos que cravaram na cabeça dele. O sangue descia misturado com o suor e cuspiam no rosto dele.

Jesus estava desesperado por um copo d’água e a sede supera a fome. Em Lucas, no capítulo 23, narra que Jesus na cruz. Pilatos tentava induzir o povo a matar Barrabás, mas o povo clamava a morte de Jesus. Depois de levara própria cruz, foi cravado na cruz com dois assaltantes do lado, onde um deles zombava de Cristo e nós não podemos nem mesmo condenar aquele ladrão que falava mal, porque nunca viu um milagre e olhava um homem derrotado do lado dele.

Uma coisa é crer no Jesus que purifica o leproso, como vemos aqui no altar, mas acreditar em alguém que afirmou ser o Cristo, o salvador, todo ensanguentado, implorando um gole de água e recebendo vinagre dos soldados, para aumentar mais a sede, acreditar em alguém que tinha dores da cabeça aos pés, com as mãos e pés perfurados com cravos gigantes, pregos de mata-burro, o ladrão olhava e se cumpria o que o profeta Isaías disse no capítulo 53, víamos um aflito, um oprimido, judiado, cuspido, maltratado, com coroa de espinhos, implorando por água enquanto com sede.

Jesus estava na cruz, com a alma angustiada, como ele diz em João 12 pouco antes de ser morto. Angustiada até a morte. Ainda assim, Jesus não iria desistir, ele sabia e dizia que havia vindo até a Terra para esta hora, para morrer por nós. Novamente pergunto, quem dá ouvidos à nossa pregação?

O ladrão desafiava que ele não era o Cristo coisa nenhuma, mas o outro, do lado, também ladrão e criminoso, porque tem o criminoso que morre e vai para o inferno e tem aquele criminoso que se entrega a Jesus Cristo e tem sua vida transformada, repreendeu o outro dizendo para que respeitasse a Cristo, perguntando se não temia a Deus mesmo condenado. Ele dizia que aquele que estava no meio deles era Deus e havia recebido a mesma condenação que eles, que são criminosos.

Jesus estava aflito, mas um dos ladroes viu Deus em Jesus Cristo. Se ele viu Deus no ensanguentado, você tem de ver Deus na cura de um paralítico, se ele viu Deus em um depressivo, você pode ver Deus na cura de um cego, na restauração de uma família. Se ele viu Deus implorando água, e era Deus, onde ninguém explicou para ele, mas sabia que Deus estava ali por nossa causa, quanto mais você.

O ladrão continuou, confessando que sua pena era justa, mas a de Cristo não e pediu para ser lembrado. Jesus o colocou nas primícias, porque viu Deus mesmo ensanguentado e foi ao Paraíso. Aquele ali não teve tempo de tomar Santa Ceia, não teve tempo de ser batizado, não cortou o cabelo, estava quase nu, desesperado, teve uma coisa que falou muito forte no coração daquele ladrão, o arrependimento. Qual era a religião daquele ladrão mesmo? Quem assinou a carteirinha dele?

Em dias de Santa Ceia, vamos às igrejas e o pastor começa a examinar, apontar quem pode participar, mas a bíblia diz examine-se o homem a si mesmo, está escrito. O ladrão reconheceu a Cristo como o Salvador e Rei e pediu para ser lembrado. Eu confessei que Jesus era rei depois que eu vi uma coisa extraordinária, mas o ladrão, não. Jesus chegou na presença do Pai, nas mãos Dele entregou Seu espírito, depois voltou e pegou seu corpo, porque o homem não pode contra Ele.

E veio com o ladrão, para ser aprovado pelo trabalho. O Senhor
te diz hoje que Ele tem um reino, que não é aqui. Estamos peregrinando, mas é rápido, qualquer hora dessas, Ele chama um de nós. O importante é se preparar como aquele ladrão, reconhecer que Cristo é o Senhor, o Salvador. Se você reconhecer isso, estará preparado. Mas quem creu na pregação? Qualquer hora dessas, você não terá mais acesso a ela, pois Ele vai voltar.

Os discípulos o questionaram da hora e Ele disse que nem Ele mesmo sabia quando seria a hora, só o Pai, mas quando houvesse guerras, fome, catástrofes como terremotos, ele estaria perto de voltar. Ele está chegando, você quer subir ou ficar?

Digo a vocês, Ele pagou o preço.
Apóstolo Valdemiro Santiago 
Para cópia deste conteúdo, é obrigatória a publicação integral do texto e a divulgação do link www.amigodecristo.com
Fonte: IMPD

Comente via Facebook, e curta nossa página =)

Digite abaixo o seu comentário.

XHTML: Você pode usar essas tags html: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>