Reverendo Caio Fábio cria polêmica com Pastor Ricardo Gondim !

6

Reverendo Caio Fábio cria polêmica e chama Pastor Ricardo Gondim deBundão‘. 
 Ouça a  Declaração Polêmica
As frases de Gondim sobre o terremoto no Japão incomodaram o pastor que resolveu falar sobre isso em seu programa de TV

As declarações do pastor Ricardo Gondim sobre o terremoto que devastou o Japão no dia 11 de março chamaram a atenção de Caio Fábio, tanto que o pastor resolveu se manifestar sobre o texto de Gondim que tira a responsabilidade de Deus sobre o controle do mundo.
Foi através da internet que Caio Fábio teve acesso às mensagens que o pastor da Igreja Betesda andou divulgando pelo twitter e resolveu falar sobre isso em seu programa de TV, lembrando aos telespectadores que ele conheceu Gondim quando ele era “ultra pentecostal” e que ao longo do tempo foi mudando de atitudes e acabou se perdendo no caminho.
“Eu acho que o Ricardo Gondim se perdeu na viagem, eu conheci o Ricardo é um cara bipolar. Eu conheci o Ricardo pregando igual o Jimmy Swaggart“, diz Caio Fábio no programa da Vem & Vê TV.
O líder do ministério Caminho da Graça lembra que há algum tempo atrás, em um evento chamado “Teologando”, que aconteceu em São Paulo, Gondim (foto abaixo) chamou Rubem Alves de “meu herói”. “Um cara que chama um bundão como o Rubens Alves de meu herói está danado meu irmão, virou um papel higiênico do pensamento e da fé”, disse Caio Fábio.
O pastor se justifica dizendo que em um programa do Jô Soares, Rubem Alves diz que a fé faz parte do seu passado. “Esse é o herói de Ricardo Gondim”, ironiza.
Fazendo uma comparação nos textos que Gondim vem escrevendo, o polêmico pastor que não tem papas na língua diz que ele perdeu a fé. “Um cara assim perdeu a fé e precisa ter de fato um encontro com o Rei dos Reis”.
O apresentador do Vem & Vê TV pergunta como será que o pastor da Betesda lê o livro de apocalipse para dizer que Deus não está no controle do mundo e lamenta que ele tenha caído no humanismo.
“Não falta uma gota de água na casa dele, mas ele está mais angustiado do que os japoneses a respeito de Deus”, fala Caio Fábio que acabada ofendendo o pastor “Você é um bundão fazendo desperdício da fé”.
Ainda sem poupar ofensas e xingamentos Caio Fabio continua afirmando que o Gondim não tem profundidade nas palavras. “Você pensa que pensa, mas você é raso como uma praia sem água”.

Ouça o áudio do programa:



Texto // Gospelprime  
Para cópia deste conteúdo, é obrigatória a publicação integral do texto e a divulgação do link www.amigodecristo.com
Informações o GalileO►

6 COMENTÁRIOS

  1. “Deus, por que nos fez isso? O que fizemos para desagradá-lo?” Segundo a agência de notícias Reuters, uma mulher idosa na Índia fez essas perguntas depois de um tsunami ter devastado o povoado onde vivia.
    “Onde estava Deus? E, se Deus controla tudo, por que ele deixou isso acontecer?” Essas perguntas foram publicadas num jornal no Texas, EUA, depois de um homem ter disparado contra pessoas que estavam numa igreja, ferindo e matando várias delas.
    “Por que Deus deixou que ela morresse?” Uma mulher fez essa pergunta depois que uma amiga sua morreu de câncer, deixando o marido sozinho para cuidar de cinco filhos.

    Essas pessoas não são as únicas a pensar que Deus, de certa forma, está por trás das coisas ruins que lhes acontecem. Considere a questão das catástrofes naturais, por exemplo. Numa pesquisa realizada por meio da internet, quase metade dos que responderam achavam que desastres tais como furacões são causados por Deus. Por que muitos pensam assim?
    Confusão religiosa

    Os líderes religiosos, em vez de fornecer respostas satisfatórias sobre esse assunto, muitas vezes aumentam ainda mais a confusão. Vamos concentrar-nos agora em apenas três das suas respostas mais comuns.

    Primeiro, muitos líderes religiosos ensinam que Deus provoca catástrofes para punir pessoas más. Por exemplo, nos Estados Unidos, depois de a cidade de Nova Orleans, Louisiana, ter sido devastada pelo furacão Katrina, alguns ministros religiosos afirmaram que Deus havia castigado a cidade. Eles se referiram à prevalecente corrupção, jogatina e imoralidade como motivos para isso. Alguns até mesmo citaram a Bíblia como prova disso, lembrando ocasiões em que Deus destruiu os maus por meio de dilúvio ou fogo. Essas afirmações, porém, não refletem o que a Bíblia ensina. — Veja o quadro “É Deus quem causa essas coisas?”.

    Segundo, alguns clérigos afirmam que Deus tem suas razões para fazer com que calamidades sobrevenham à humanidade, mas que essas razões estão além da nossa compreensão. Muitas pessoas ficam insatisfeitas com essa explicação. Elas se perguntam: “Será que um Deus amoroso faria tais maldades, recusando-se depois a explicar seus motivos aos que anseiam receber consolo e clamam: ‘Por quê’?” Essa é uma boa pergunta pois a Bíblia diz que “Deus é amor”. — 1 João 4:8.

    Terceiro, outros líderes religiosos talvez concluam que, afinal, Deus não é nem todo-poderoso nem amoroso. Essa idéia também levanta perguntas sérias. Será que Aquele que ‘criou todas as coisas’ — incluindo o insondável Universo — é incapaz de evitar o sofrimento num único planeta, a Terra? (Revelação [Apocalipse] 4:11) Como é possível que Aquele que nos deu a capacidade de amar, e cuja Palavra, a Bíblia, o descreve como sendo a própria personificação do amor, seja indiferente ao sofrimento humano? — Gênesis 1:27; 1 João 4:8.

    É claro que os três pontos que acabamos de mencionar são apenas algumas das idéias propostas pelos humanos para tentar explicar por que Deus permite o sofrimento — uma pergunta que já por séculos tem intrigado pessoas de reflexão. No próximo artigo, vamos considerar o que a Bíblia ensina sobre esse assunto tão importante e oportuno. Você verá que as explicações sólidas e lógicas da Bíblia eliminam toda a confusão a esse respeito. Além disso, a Bíblia provê muito consolo a todos os que passam por tragédias na vida.

Deixe uma resposta