Milhares de Pessoas Reuniram contra o Aborto na Espanha

0

Milhares de Pessoas Reuniram contra o Aborto na Espanha

Eles protestaram contra as leis que facilitam o aborto e protegem a dignidade da vida desde a concepção até à morte natural. Marchando sob o lema “Sim à vida” e afirmando “a abolição de todas as leis de aborto, e a retirada de todas as disposições que facilitam a eutanásia e a manipulação de embriões humanos,” segundo o manifesto lido durante a marcha.
Recentemente, uma nova lei entrou em vigor em Espanha permitindo o aborto nas primeiras 14 semanas de gestação até a 22ª semana em casos de estupro, de anormalidade fetal ou quando a saúde física ou mental da mãe está em risco.

Além disso, não há tempo limite nos caso em que o feto sofre de uma doença grave ou incurável, certificado por uma junta médica.

“Nós queremos dizer sim à vida, dizer sim ao nascimento de um filho, até que seja concluído. Pretendemos celebrar a vida. A manifestação é contra o aborto,” disse Ana Maria Llera de la Torre, trabalhadora social da Associação Adevida Jaén ao The Christian Post.
Adevida-Jaén Associação pretende fornecer uma solução para as pessoas que por causa de suas circunstâncias pessoais estão tendo problemas em dar à luz e educar uma criança. “A solução não é o aborto,” disse de la Torre.
Voltado aos políticos, Gador Joya, porta-voz da Derecho de Vivir (Direito à vida) Associação disse que “ninguém lhes deu poder para legislar sobre a vida e a morte das pessoas,” e pede-lhes para “restaurar o direito de vida em nosso sistema jurídico.”
Ele também disse que os Pró-vida não ficaram em silêncio e continuarão a sair às ruas para dizer “Sim à Vida,” ‘especialmente’ “agora que já aprovaram leis que violam a vida humana em seus pontos mais vulneráveis .”

Eles pedem aos partidos políticos incluir nos seus programas eleitorais iniciativas “em defesa da vida.”

Todos os anos nesta data, o secretário da Federação das Associações Pró-Vida, Alicia Latorre, aposta que “todas os grupos vão sair às ruas unidos para celebrar o Dia Internacional para a Vida.”

“A cultura da morte não terá a última palavra,” acrescentou.

Bispos da Sub-Comissão em Defesa da Vida Familiar anunciou uma mensagem de “esperança cristã, afirmando que há sempre uma razão para viver … ” através da campanha de 2011. “Há uma razão para viver, porque tem nos dado um amor maior do que nós, que nos permite construir a nossa história pessoal.”
As manifestações tiveram lugar em Madri, capital da Espanha, e mais de 80 outras cidades do país, bem como em outros lugares da América Latina e da Europa que aderiram ao movimento. Eles estão comemorando o Dia Internacional para a Vida em 2011, que acontece todo 25 de março de cada ano.

Para cópia deste conteúdo, é obrigatória a publicação integral do texto e a divulgação do link www.amigodecristo.com
Informações The Christian Post

Deixe uma resposta