Fazendo o possível para alcançar o impossível!

1
Fazendo o possível para alcançar o impossível!
Fazendo o possível para alcançar o impossível!
Fazendo o possível para alcançar o impossível!

As palavras, possível e impossível são duas palavras que no sentido literal se opõem uma de outra em vários aspectos e situações em nossa vida, às vezes a palavra impossível é sinônimo de desânimo e possivelmente nos rouba a esperança de certas conquistas e por vez talvez até possa  minar nossa fé em alguma causa, e tristemente antes mesmo de fazermos o possível, que se encontra em nosso alcance já a temos por causa perdida, tudo isso acontece quando deixamos de ver o Deus do impossível.

Nós em nossa capacidade humana somos limitados, isso é algo indiscutível, mas Deus não o é, e Ele sempre quer nos ajudar em nossas causas, principalmente em nos mostrar como fazer o possível para alcançar o impossível.
Às vezes pedimos muito, oramos muito para que Deus guie nossos passos e nos ajude em diversas causas, em diferentes áreas de nossa vida, mas nem sempre estamos dispostos a levantar nossos pés para fazermos a parte que cabe a nós, e esse é o fato de não alcançarmos tudo aquilo que desejamos você já parou para pensar nesse fato?
Você já tentou correr, ou ir em busca do impossível?
Sábia que a única maneira de alcançar o impossível é acreditando que é possível “e entregando o impossível nas mãos de Deus! Várias passagens Bíblicas nos mostra isso claramente, e uma passagem que sempre muito me chamou a atenção, de uma pessoa que foi em busca do impossível acreditando no possível, é da mulher Sunamita (2 Reis 4:18-37) em que, Eliseu ressuscitou  o seu filho, é uma passagem que nos preenche com muitos ensinamentos.
Essa passagem relata a vida da família dessa mulher, em uma experiência extraordinária com Deus através do profeta Eliseu, nessa passagem a Sunamita era uma mulher estéril e foi profetizado na vida dela que veria a ter um filho e assim o foi, e alguns anos depois a criança já era um jovenzinho e veio a falecer quão imaginável seria a dor dessa mãe, mas mesmo assim ela não deixou de acreditar no possível, não deixou de exercer a fé em Deus, essa mulher acreditou e foi em busca do impossível.
 Gostaria que prestassem bem atenção nesses versículos a seguir, quando essa mulher se encontra a caminho de Eliseu, para relatar a morte de seu filho, ela é questionada se tudo iria bem com ela e sua família? Ela diz que sim!
(2 Reis 4:26) Agora, pois, corre-lhe ao encontro e dize-lhe: Vai bem contigo? Vai bem com teu marido? Vai bem com teu filho? E ela disse: Vai bem.
 Fico imaginando como tudo poderia ir bem na vida dela, com seu filho morto.
Mas assertivamente, essa mulher fez o que realmente devemos fazer em situações de dificuldades, não olhar para a situação por pior que seja de uma maneira pessimista, mas ir a busca da solução, no versículo (2 Reis 4:24) ela diz ao moço que a levara até a presença de Eliseu, para que não se deter-se até que ela chegasse ao seu objetivo, que era a presença de Eliseu, e é assim que devemos agir em situações que não depende mais de nós mas de Deus, ir direto ao encontro com o Senhor que tudo pode.
Deus não exige que façamos o que não temos condições, mas espera que fazemos o que se encontra em nosso alcance, a atitude da mulher Sunamita é um grande exemplo de que quando fazemos o nosso possível, Deus amorosamente executa o impossível, como aconteceu na ressurreição do filho da Sunamita (2 Reis 4:34).
Seja qual for a situação de impossibilidade, entregue a Deus e creias tudo é possível ao que crer, assim disse nosso Senhor Jesus: E Jesus disse-lhe: Se tu podes crer, tudo é possível ao que crê. (Marcos 9:23)
No amor de Cristo vosso conservo Roberto Falbo
Autor: Roberto Falbo

1 COMENTÁRIO

Deixe uma resposta