Ex-viciados testemunha conversão na IMPD

0

Ex-viciados testemunha conversão na IMPD

As drogas são um desafio aos governos de todos os países. Elas financiam, dentre outras coisas, até guerrilhas e organizações terroristas, em determinados países, e lamentavelmente já fazem parte da rotina dos grandes centros urbanos em todo o mundo.
No dia 18 de janeiro de 2011, Ariane Fernandes Motta, 20 anos, subiu ao altar para contar que mergulhou nas drogas aos 15, e só conseguiu sair quando conheceu o Senhor Jesus na Igreja Mundial do Poder de Deus.
“Até crack usei. Eu tinha crise de abstinência dentro de casa se ficasse uma hora sem drogas”, diz ela.
“O desejo de usar drogas é mais forte que a fome. Só quem já foi viciado sabe o que é isso”, disse o bispo Pereira, ao ouvir o desabafo da jovem.
“Eu procurava por ela, para levá-la à igreja, mas ela se escondia”, conta a tia, Maria Helena Fernandes da Silva, 51 anos, que nunca desistiu de buscar a libertação da sobrinha.A felicidade das duas aumentou quando o bispo Pereira apresentou ao Senhor o pequeno Fernando, de 1 mês, filho de Ariane.
Emocionado, o bispo chamou todos os que já tinham sido escravos das drogas, presentes naquela Terça-feira do Milagre Urgente, e que tinham sido libertos pelo Senhor Jesus.
“Eu sou o primeiro e já estou aqui em cima do altar, porque eu também vivi na escravidão das drogas, e o Senhor Jesus me libertou”, disse o bispo Pereira.
Vinte e uma pessoas subiram ao altar, testemunhando o poder de Deus em suas vidas.
Entre elas estava Alexandre Vidal Santos, 37 anos, que já tinha dado seu testemunho no domingo, dia 14 de janeiro de 2011, ao lado do filho mais velho, Tiago, de 17 anos.
“Eu quero que o Brasil inteiro saiba o que o Senhor Jesus fez na minha vida. Eu comecei a usar drogas na infância. Passei por três internações de três meses em clínica de desintoxicação e não adiantou. Por causa das drogas, fiquei quatro anos preso. Só o Senhor Jesus me libertou!”, disse Alexandre, que desta vez estava com o filho mais novo no colo.
O filho Tiago contou que sofria muito com a dependência química do pai:
“Nós discutíamos quando ele usava drogas; não era o pai que eu queria. Mas agora estou feliz e quero dizer que sempre acreditei que o Senhor Jesus ia mudar a vida do meu pai”.
Alexandre contou que a família toda o abandonou, mas um amigo, José Silva de Assis, 61 anos, que também era viciado, o acolheu. A surpresa que aguardava a multidão presente era que o próprio José estava também em cima do altar, igualmente liberto, testemunhando o poder de Deus.
“Eu fui viciado por 50 anos, e o Senhor Jesus me libertou!”, exclamou José.
Emocionada, Ariane declarou:
“Eu vivia no meio dos bandidos, e fui até presa por causa do maldito vício. Minha família fez o que podia por mim, mas não teve jeito. Todos acabaram desistindo de mim, mas o Senhor Jesus não me abandonou!”.
Mais uma surpresa aguardava os presentes: a tia de Ariane, Maria Helena, na semana anterior tinha dado testemunho de que o filho, Marcos, tinha ganhado uma casa no propósito do Livro dos Sonhos, no Clamor do Crescimento Financeiro, realizado no mês de dezembro de 2010.

“Com o Senhor Jesus é só vitória!”, declarou Maria Helena.
Veja outros artigos relacionados:

Via: IMPD

Deixe uma resposta