Escola de samba paulista leva história de fé de Abraão para avenida

0

Escola de samba paulista leva história de fé de Abraão para avenida

Carnaval combina com Bíblia? Para a Pérola Negra, de Vila Madalena, a resposta é sim. Em 2011, eles inovaram, decidindo usar como tema uma figura fundamental para as três religiões monoteístas do planeta: judaísmo, cristianismo e islamismo.
Os cerca de 3.200 componentes da escola estão divididos em 23 alas, que cantarão o samba-enredo “Abraão, o patriarca da fé”. Acompanhados de cinco carros alegóricos, os foliões vão lembrar passagens da vida de Abraão: desde quando Deus o manda deixar sua família e sair em busca de Canaã, até a destruição de Sodoma e Gomorra.
“Esta é uma passagem bem polêmica, porque fala de homossexualidade”, explica André Machado, o carnavalesco da Pérola Negra, que explica sua motivação. “A gente imaginou que as pessoas tinham se afastado muito de Deus. Abraão foi a primeira pessoa a acreditar em Deus, em um Deus único. Daí o tema. A Bíblia já foi citada em alguns desfiles e a Mangueira já tinha falado de Moisés. Mas esta é a primeira vez que uma escola de São Paulo escolhe um tema da Bíblia como enredo”, orgulha-se Machado.
Ele conta que o tema foi sugerido pelo diretor de marketing da escola, Jairo Roizen, que é judeu.
O católico Machado gostou da ideia, que foi aprovada pelo restante da comunidade. “Todo mundo abraçou. No barracão, tem gente da umbanda, tem mórmon, tem evangélico… Tem até culto da Renascer encerrando com o nosso samba”.
Por isso, nada de nudez na avenida. A escola deve apresentar fantasias comportadas, condizentes com a história bíblica. Até a madrinha de bateria Nanda Lisboa (foto), atriz da Rede Globo, deverá conter a ousadia típica do Carnaval. ”Ninguém vai ficar nu no nosso desfile. Fizemos uma pesquisa das roupas de época e todo mundo estará vestido”, encerra o carnavalesco.
A comissão de frente terá como mote “Abraão e o chamado de Deus”, em que o patriarca hebreu é representado por integrantes da escola, assim como sua mulher Sara, Ló, três anjos e pessoas do povo que o seguiu. O primeira e o segundo setores da escola tratará de sua viagem até o Egito.
Ensaio da escola
O abre-alas é “Canaã, a terra prometida”, seguido de “O fausto do Egito”, “Sodoma e Gomorra”, “A oferenda do filho da promessa” e “Abraão e a paz entre os filhos de fé”. A segunda ala será formada por 60 judeus, incluindo o ator e cantor Gilbert, que encarnará Abraão. A bateria virá vestida como “O povo de Javé” e os trajes das baianas simbolizarão a paz entre as três religiões que têm em Abraão o seu patriarca.

VEJA O ENREDO:



Informações Creio

Deixe uma resposta