Ateia irá apresentar nova série da BBC sobre a Bíblia

1

Ateia irá apresentar nova série da BBC sobre a Bíblia

No documentário “Segredos enterrados na Bíblia”, a Dra. Francesca Stavrakopoulou guiará os espectadores através de algumas das mais recentes descobertas arqueológicas no Oriente Médio e considera como esses elementos presentes na Bíblia podem moldar a compreensão do mundo do judaísmo, cristianismo e islamismo.
Alguns dos temas a serem exploradas pelo programa incluem as origens da história do Jardim do Éden e do contexto histórico do reino de Davi.
Segundo o The Telegraph, a Dra. Stavrakopoulou fez uma série de afirmações prévias sobre o programa.
Stavrakopoulou comentou sobre como a maioria interpreta Eva mal e como “o mundo era machista” na época das Escrituras.
“As mulheres eram cidadãs de segunda classe, vistas como propriedades”, explica a conferente sênior da Bíblia hebraica na Universidade de Exeter.
Apesar de a série mostrar veracidades contidas na Palavra de Deus, anos antes de serem “oficialmente” descobertas, a Dra. Stavrakopoulou insiste em dizer que não acha que a Bíblia pode ser usada como uma fonte histórica confiável. Ela afirma: “como acadêmica, você deixa a sua fé na porta”.
“Eu estou ciente que há alguns que acham difícil entender por que uma atéia poderia estar interessada na Bíblia. A Bíblia é uma obra de literatura religiosa e social que tem um enorme impacto na cultura ocidental, e por esse motivo é importante que programas como esses sejam feitos”, reconhece a doutora.
Andrew Graystone, diretor da rede de mídia da Igreja, diz que os cristãos não devem se preocupar com o fato de uma atéia apresentar o programa sobre a Bíblia.
“A imparcialidade é sempre importante, mas não podemos esperar que os apresentadores sejam completamente imparciais.
Jeremy Clarkson não é imparcial sobre carros, Gary Lineker não é imparcial sobre futebol. Porém, os apresentadores são inteligentes e sensíveis e os telespectadores são igualmente inteligentes e sensatos”, conclui.
O senhor Graystone disse que não vê a nomeação da Dra. Stavrakopoulou como um sinal de que a BBC está sendo injusta em sua abordagem sobre a fé cristã.
“É difícil dizer que a BBC está sendo injusta para os cristãos quando eles tinham um quarto do horário nobre na série Jesus no Natal e a Rádio dedicou um dia inteiro para ler a Bíblia King James.”
Ele aconselhou os cristãos a suspender o juízo sobre o programa até que vá ao ar.
“Nós não vimos nada ainda, então vamos esperar para ver se gostamos. “Pode ser interessante, como também pode ser terrível, mas se assim for, não será terrível de fato, já que não foi apresentado por um cristão”, opina.
A primeira, de três partes, da série vai ao ar dia 15 de março às 21h na BBC Two.

Informações: CPADNews

1 COMENTÁRIO

  1. A bíblia não é um livro histórico, apesar de ter história, não é um romance apesar de ter romance, não é ciencia mas tem ciencia e muito menos um livro literário apesar de ter um conteúdo literário vasto.
    A bíblia é um livro para salvação da humanidade.
    Inúmeras profecias são um dos maiores argumentos que temos para crer na Bíblia.
    Fatos históricos que nos levam a lugares, datas, com precisão sem enigmas com detalhes de pessoas e localização.
    árias pessoas tentaram destruir a bíblia, homens doutores, mestres influentes, “ateus” céticos que de certa forma tinha influencia e ou poder sobre o povo, mas não conseguiram.
    Josef Stalin (comunista russo) disse, certa vez, que o comunismo da Rússia iria enterrar o cristianismo. (como ato simbólico enterrou uma bíblia na praça central de moscouw
    Ocorre que o regime comunista acabou e a bíblia continua nas mãos do povo Russo.

    Um filósofo chamado Voltaire, no auge do iluminismo, afirmou ousadamente “dentro de cem anos não haverá mais nenhuma bíblia na Europa” ele morreu em 1778 e passados 50 anos ironicamente ou não, na casa dele havia bíblias até o teto e foi fundada na casa onde ele morava, a sociedade bíblica de Genebra.

    Quando o Rei da França propôs perseguição aos cristãos o seu conselheiro disse:
    “Majestade, a igreja de Deus é como uma bigorna que já desgastou muitos martelos” vários pensadores, filósofos já tentaram martelar esse livro a séculos, até se gastarem, mas a bigorna continua existindo.
    isso tudo é o fato de a bíblia ser a PALAVRA DE DEUS! VIVA!

Deixe uma resposta