Frei é Preso em Flagrante ao Sair de Motel com Adolescente

0

Frei é preso em flagrante após sair com adolescente de motel em Mato Grosso.

A delegada da delegacia de defesa da mulher, Juliana Palhares, ressalta que fez o flagrante após denúncia anônima.

– Houve denúncia de um comportamento estranho do frei em relação à menor. A denúncia não foi por assédio contra outras adolescentes ou mulheres da paróquia. A partir daí, a polícia monitorou e no mês de janeiro intensificamos as investigações até chegar à prisão dele. A menor era, praticamente, namorada dele – diz a delegada.

Juliana relata ainda que o frei conhecia e era próximo da família da vítima, o que agrava o crime. Segundo informações do site da Arquidiocese, o frei foi ordenado em 1989.

– A menor era órfã de pai e, por isto, entendo que ela não poderia oferecer resistência. Pela lei, existem três critérios para classificar estupro de vulnerável: a pessoa ser menor de 14 anos, ou ter debilidade mental ou física, ou se a vitima não pode oferecer resistência. A pena prevista para este crime é de 8 a 15 anos de reclusão.

A delegada afirma que a adolescente, por não ter pai, era vulnerável e não teria condições de resistir ao assédio do religioso, que exercia poder na paróquia e na comunidade e teria induzido a menina.

– O fato de ela ir ao motel não significa que não ofereceu resistência. A lei prega que devemos proteger a dignidade sexual da menor. Diante do contexto, vemos que ela foi induzida ao ato. É similar ao caso de um padrasto ter relação com a enteada, ou se um tio com a sobrinha. É um caso de sedução por um poder exercido.

De acordo com a delegada, o religioso tinha um relacionamento próximo com a família da adolescente. “A família está em choque, porque eles frequentavam a paróquia e mantinham uma certa amizade com o frei. Eu entendo que essa proximidade é suficiente para viciar o consentimento da menor, por isso ela é considerada vulnerável, não tem condições de impedir o abuso” – afirmou a delegada.

A prisão do frei aconteceu no mesmo dia em que a delegada titular Delegacia Especializada de Defesa dos Direitos da Criança e do Adolescente, Mara Rubia Carvalho, apresentou um balanço sobre violência sexual contra menores no ano de 2010. Foram, ao todo, 247 inquéritos para apurar crimes sexuais, tais como exploração sexual, favorecimento a prostituição, corrupção de menores e estupro de vulnerável contra crianças e adolescentes e 135 verificações preliminares – procedimento utilizado para averiguação de denúncias graves, desprovidas de maiores informações, antes da abertura do inquérito.

O sacerdote foi encaminhado para Polinter, onde permanece detido. “Estupro de vunerável é a capitulação legal para este crime que ele cometeu. A pena é de reclusão de oito a 15 anos” – afirmou a delegada Palhares.

A adolescente foi encaminhada para a delegacia onde prestou depoimento, acompanhada da mãe. Em seguida, ela foi submetida a exames no IML.

Há a suspeita de que a menor esteja grávida. Foi feito um exame de gravidez para confirmar a suspeita.
Com informações O Galileo / O Globo
Visite: Amigo De Cristo, Videos Amigo De Cristo

Deixe uma resposta