Apóstolo Renê Terra Nova convoca igreja para protestar contra a prefeitura de Manaus

0

Apóstolo Renê Terra Nova convoca igreja a fazer protesto contra a prefeitura de Manaus

Membros da Igreja da Restauração ameaçam ‘fechar’ estrada da Ponta Negra nos próximos dias em protesto pela falta de sinalização nas proximidades do templo.
Os evangélicos se dizem perseguidos pela Prefeitura de Manaus, após a retirada dos dois semáforos existentes em frente ao Templo, localizado no bairro Santo Agostinho, zona Oeste de Manaus.A sinalização auxiliava os pedestres, no entanto, tumultuava o tráfego de veículos no local.
A iniciativa de travar um embate com a Prefeitura de Manaus foi anunciada pelo presidente do Ministério Internacional da Restauração (MIR), apóstolo Renê Terra Nova que afirmou que a instituição está sendo alvo de perseguição política em razão de a igreja não ter apoiado e votado no atual chefe do Executivo Municipal. “Ele (prefeito Amazonino) está retaliando o MIR por não concordarmos com suas posições políticas”, desabafou Terra Nova.
De acordo com release encaminhado pela assessoria do Templo, o estopim da fúria dos evangélicos se deu porque a Prefeitura não fez qualquer consulta prévia às pessoas que utilizam os semáforos para a travessia.
Os evangélicos reclamam também da imposição ostensiva de agentes de trânsito para inibir os estacionamentos irregulares por parte dos freqüentadores da igreja, sobretudo aos domingos.
O líder da Restauração explicou que também não concorda com a atitude adotada por alguns membros da comunidade evangélica que insistem em estacionar os veículos de forma irregular. “Chamo de ‘perseguição’ o fato de que diversos locais da cidade, como bares e clubes, também desrespeitam as leis de trânsito e, nem por isso merecem a mesma atenção dada pelo poder público na repreensão aos infratores”, detalhou o apóstolo.
No final do culto de domingo (6), o apóstolo Terra Nova teria convocado os participantes da reunião, cerca de sete mil pessoas, a protestar em frente ao templo religioso caso a Prefeitura não se manifeste e justifique o porquê das mudanças, classificadas pelos evangélicos como discriminação religiosa.
“Ajudamos essa cidade quando amparamos e tratamos os dependentes químicos, auxiliamos os enfermos e prestamos assistência a quem nos procura. Por esse motivo não entendemos a afronta contra o povo evangélico da cidade”, declarou Terra Nova.
O Ministério Internacional da Restauração possui entre os seus membros, vários parlamentares, entre eles o atual vice-presidente da Câmara Municipal de Manaus (CMM) Marcel Alexandre que ao lado de Isaac Tayah garantiu a presidência do legislativo municipal, contrariando a vontade de Amazonino Mendes (PTB) que tentou, sem sucesso, eleger Homero de Miranda Leão como sucessor de Luiz Alberto Carijó.

Informações: Gospel+
Visite: Amigo De Cristo, Videos Amigo De Cristo

Deixe uma resposta