Sansão e Dalila Terceiro capítulo !

0
Sansão e Dalila Terceiro capítulo !Sansão encara o leão.

O Andarilho observa, apavorado. Dalila anda pelo largo das meretrizes, até que vê Myra sendo agarrada por um homem. Ela o empurra e o homem se afasta rindo. Dalila quer saber notícias de sua mãe. Myra conta que Rudiju se tornou mais agressivo e sempre machucava Agar. As duas se abraçam felizes com o reencontro, até que Dalila vê Rudiju aproximar-se. Ieda está inconformada porque Sansão e Faruk irão duelar. Simas pergunta à filha se não respeita mais a sua decisão e Ieda se desculpa. Judi observa. Sansão movimenta-se devagar, estudando os movimentos do leão. Dalila vai até uma barraca e troca seu anel por um punhal de prata e pede a ajuda de Myra para conseguir entrar no local. 

Algumas mulheres ensaiam números de dança no palácio, diante de Hannah. Hannah quer que Dalila também participe do ensaio, mas Tais avisa que a moça saiu do palácio. Dalila caminha em direção ao local onde Rudiju entrou. Myra chama o homem que tentou agarrá-la. Sansão se defende dos golpes e mordidas do leão. Faruk e o soldado Aron treinam. Após muito esforço, Sansão agarra e domina o leão. 
Faruk desarma Aron, fazendo-o cair ao chão. Ele ouve aplausos e vê Judi se aproximar. Faruk quer saber se Ieda está ciente do duelo. Quer saber também, qual é o nome do pretendente de sua amada. Após a luta com a fera, Sansão se levanta exausto e ferido. Quando Sansão olha em volta, o Andarilho não está mais ali. Na casa de meretrizes Rudiju está na cama quando Dalila entra, com o rosto coberto por véus e por isso não é reconhecida por ele. O homem lhe dá um tapa devido a demora para atendê-lo. Dalila dança para Rudiju e se aproveita de sua condição para amarrá-lo na cama. Dalila tira o último véu que cobria seu rosto. O homem chamado por Myra entra e Dalila entrega o punhal de prata nas mãos dele. Dalila se afasta enquanto ouve-se o grito de Rudiju ecoar. 

Sansão chega até um belo riacho e lava seu rosto. Ieda está em seu quarto. Seu medo é de uma possível reação do soldado. Judi ouvia a conversa. Dalila caminha pelos corredores do palácio enquanto Myra a segue. É quando surge Hannah gritando pelo nome de Dalila. Dalila tenta se explicar, mas é interrompida por Hannah. Ela quer saber quem é a mulher que está acompanhando Dalila. Hannah chama os guardas que levam Myra do palácio. Hannah manda Dalila acompanhá-la para não ter o mesmo destino. Dalila se assusta ao se deparar com um grupo de soldados no quarto. Eles bebem e riem. Hannah avisa que está deixando a moça para que os sirva durante toda a noite. Ela implora para que Hannah não faça isso. Tais, Jana e Yunet observam por trás de uma pilastra e Tais parece satisfeita. Dalila está no centro do quarto e os homens se aproximam em volta dela. Ela tenta fugir, mas um dos soldados a segura e pede que a moça dance. Dalila encara os homens e começar a dançar, mas lágrimas escorrem de seus olhos. Cário observa o sofrimento de Dalila. Alguns homens trabalham no povoado de Sansão. Samara vê Héber tentando colocar os animais para dentro da cerca. Ele se assusta ao vê-la. Samara diz que não agradeceu a Héber quando ele a confortou durante a conversa que tiveram. Héber assente. A moça diz que espera que Sansão seja feliz. Héber a observa, triste. Sansão caminha pelos comerciantes em Timna e dá um forte esbarrão em Judi. Ele se abaixa para ajudá-la e Judi vê suas tranças. Ela murmura o nome de Sansão, que fica intrigado. Judi simula uma dor na perna e pede que Sansão a leve em casa. O hebreu a pega no colo e leva.

Dalila vê uma flor deixada no quarto. Simas conversa com Ieda mas Ama interrompe a conversa. Sansão entra na sala carregando Judi que pula do colo de Sansão e anda normalmente, surpreendendo a todos. Dalila entra no quarto das mulheres. Tais se aproxima de forma dissimulada e pergunta se está tudo bem com ela. Dalila responde que sim, surpreendendo Tais. Yunet se aproxima e pergunta se pode fazer algo por Dalila. Ela responde que não, mas que Inarus certamente pode. Dalila avista outra flor, igual a que estava à beirada de sua cama. Simas, Sansão e Ieda ainda se olham, até que ela se aproxima dele, feliz. Ieda diz que aquele é Sansão, seu pretendente. Sansão pede desculpas pelo modo como entrou na casa de Simas e explica que Judi estava com dores na perna. Simas providencia algo para seu convidado comer. Simas pergunta o que ele quer para desistir de sua filha. Zilá está em sua casa orando. Ela está arrependida de não ter aceitado a decisão de seu filho.
Faruk chega a cavalo e vê Judi, que acena para ele. Ela conta que o pretendente de Ieda estava conversando com Simas dentro de casa. Dalila caminha pelos corredores do palácio, com a flor na mão. Ela vê mais duas flores no chão e segue em direção a elas. Na sala de Abbas, Hannah veste a roupa diante do olhar do comandante. Abbas debocha de Hannah, que o encara, séria. Ele comenta sobre a chegada da nova cortesã, mas Hannah se faz de desentendida. O comandante quer conhecê-la. Dalila caminha e chega até o jardim do palácio. Ela avista o arbusto com as mesmas flores. É quando ela percebe que logo atrás está o príncipe Inarus. Sansão se ofende com a proposta de Simas até que Faruk entra na sala e o hebreu muda de idéia, aceitando o duelo. No quarto das mulheres, Hannah distribui roupas para as novas cortesãs e percebe a falta de Dalila. Decide ir atrás dela. Hannah se dirige até o jardim e se detém ao ver Dalila diante do príncipe Inarus. 
O príncipe se levanta e põe a mão no ombro de Dalila. Faruk está nervoso porque Sansão será seu oponente e pensa em alguma forma de derrotá-lo. Dalila entra no quarto das mulheres e Hannah está a sua espera. Dalila diz que só atendeu ao chamado do príncipe, pois Hannah não foi encontrada. Dalila diz que gostaria de se recolher, já que no dia seguinte, fará
companhia ao príncipe novamente. Faruk anda na feira livre e avista um homem rodeado por ervas e alguns recipientes com pó. Ele quer algo para derrotar Sansão. Hannah entra apressada no quarto das mulheres. Logo fica sabendo que Myra ficará morando no palácio com a permissão de Inarus. O comerciante passa um óleo na lâmina da espada de Faruk e explica que aquele veneno fará seu oponente perder os sentidos. Vários homens estão presentes na casa de Simas, entre eles, soldados filisteus. Eles vibram e incentivam Faruk. Sansão está em um canto orando. Ieda pede que seu amado tenha cuidado. Sansão chega ao local com Ieda. Simas entrega uma espada a Sansão. Aron entrega a espada a Faruk que diz que Sansão vai se arrepender de ter cruzado seu caminho.

Visite: Amigo De Cristo, Videos Amigo De Cristo

Deixe uma resposta