DEVEMOS FAZER TRATAMENTOS ALTERNATIVOS?

0
Nome Rita de Cassia
E-mail
Sua Mensagem O que a bíblia fala sobre Iridologia?
Me recomendaram consultar um Dr em Iridologia. Seu nome é Jomar Cunha, é professor, conferencista e
médico nesta área e afins, e clinica aqui em Curitiba. Sei que este ramo faz parte da medicina alternativa,
ou medicina holística.
Pesquisei em alguns sites sobre o que a bíblia fala sobre isso e confesso que não obtive resposta satisfatória.
O que sei está em Mt 10:16 “… portanto, sede prudentes como as serpentes e símplices como as pombas.”
Gostaria de saber em quanto tempo posso esperar sua resposta e se ela virá apenas no blog, ou se enviará também através deste email.
Desde já, obrigada por sua resposta, e Deus te abençõe.
Cidade / Estado Curtiba-PR
As respostas são por e-mail, dependendo do conteúdo eu posto para ajudar outras pessoas, como irei postar essa sua dúvida.
A respeito da Iridologia e qualquer outro tratamento alternativo eu penso, e até mesmo baseado na palavra que você destaca. Tudo que a ciência dá como certo e seguro devemos buscar, pois o homem supre suas necessitas e assim deve o fazê-lo. Porém tudo que não é ciência, e portanto não tem base cientifica, é baseada no que se acha ou no costume de um povo, deveríamos dividir em nossa mente em duas correntes:
1º as que são baseadas em costumes e tradições de tratamento e;
2º As que são baseadas no ocultismo espiritismo e manifestações de crenças espirituais, como a cultura holística.
A primeira devemos usar naquilo que cremos ser o melhor e que não corremos risco de nos fazer mal em vez de bem. Já a segunda, devemos rejeitá-la completamente, se há uma força sobrenatural que pode nos ajudar essa força é Deus, único e suficiente para nos dá os milagres e maravilhas devemos buscar com nossas mãos tudo que nós é possível, pois o homem deve agir quando cabe a ele agir, porém aonde nada podemos fazer devemos entregar a Deus é pedir que sua força espiritual se manifeste em nós.

Que Deus te abençoe!

TAG:  DEVEMOS FAZER TRATAMENTOS ALTERNATIVOS?

Deixe uma resposta