Caetano Veloso conta que filhos são evangélicos da Universal

0

Caetano Veloso conta que filhos são evangélicos da Universal

O músico Caetano Veloso abriu as portas do seu apartamento no Leblon, no Rio, para a revista Serafina, e conversou sobre família, carreira e política. Entre outras coisas, contou que seus dois filhos mais novos são evangélicos frequentadores da Igreja Universal do Reino de Deus.

Caetano tem três filhos religiosos. Sobre Moreno, que tende ao catolicismo, diz: “Se o papa João 23 fosse santo, ele seria devoto”. Seus dois filhos mais novos, Tom e Zeca, são evangélicos e frequentam a igreja Universal do Reino de Deus. Sobre um tropicalista gerar filhos evangélicos, Caetano diz: “Minha geração teve que romper com a religiosidade imposta, a deles teve que recuperar a religiosidade perdida”.

Caetano diz ser muito bem recebido quando vai assistir a seus filhos tocando nos cultos e afirma enxergar o bem que a religião fez aos dois. Paula Lavigne comenta: “Zeca encontrou um conforto na religião. Qualquer coisa que faça bem aos meus filhos faz bem para mim”.

E sobre o crescente poder dos evangélicos, no Congresso Nacional e na mídia, relativiza: “A Record não tem mais rabo preso com o bispo do que a Globo tem com o cardeal”.

Caetano acredita que tanto o pensamento da esquerda militante quanto a moral das religiões repreendem a religiosidade e a sexualidade. Ao ser questionada sobre se a sexualidade ambígua de Caetano a deixava insegura, quando casada com ele, Paula Lavigne respondeu: “Sua bissexualidade é superdimensionada, é muito mais uma bandeira do que um fato, e Caetano carrega um saco de golfe em suas costas, cheio de bandeiras que ele defende de forma apaixonada. Na prática, ela não existia”. Jorge Veloso, assessor e sobrinho-neto de Caetano, resumiu assim: “Artista é anjo”.

Vindo de uma família muito católica, ele ia à missa e não dormia sem antes rezar. Quando foi a Salvador, ficou mais próximo do candomblé, onde se iniciou como filho de Oxóssi em casa de Mãe Menininha, no Gantois. Porém, nunca recebeu seu orixá: “É o tal negócio de perder a consciência. Eu não queria entrar em transe. Ficava com medo”.

Caetano, que hoje se diz ateu, afirma estar adorando tudo no início do governo da presidente Dilma Roussef: “Dilma tirou a Bíblia de cima da mesa e o crucifixo da parede, eu gostei muito. Lula era mais carola…”, diz.

“Caetano Veloso em entrevista ao portal Terra responde sobre essa matéria” da Folha segue o Link abaixo:

Via: Folha Gospel
Visite: Amigo De Cristo, Videos Amigo De Cristo

Deixe uma resposta